Luiz Antônio da Guia: mais que um jogador, o Bangu. De 1912 a 1931

Em 1912, um jogador negro, baixinho, nascido em 1894 – seis anos após a abolição da escravatura -, primeiro filho de uma família de onze irmãos, estreava como jogador do Bangu na posição de beque. Em 1931, ou seja, 19 anos depois, este mesmo atleta fazia sua última partida com a camisa alvirrubra. Seu nome: Luiz Antônio da Guia, que os jornais dariam o apelido de “O Perfeito”.