O Centro de Memória do Botafogo Alceu Mendes de Oliveira Castro

O Centro de Memória do Botafogo foi inaugurado em agosto de 1998 e ocupa o salão do subsolo do Palacete Colonial de Venceslau Braz, em General Severiano.

 

Em 1978, portanto vinte anos antes, ao ser inaugurada a Sala de Troféus localizada na nossa então Sede Administrativa, Social e Esportiva do Mourisco-Pasteur, tivemos o embrião do futuro Centro de Memória do Clube.

 

A Sala de Troféus do Mourisco-Pasteur reuniu os mais importantes e significativos itens integrantes do nosso acervo histórico, tendo sido de fundamental importância para a preservação e manutenção do mesmo, além de trazer ao sócio e ao torcedor do Botafogo, um prazeroso contato de reminiscência para os mais antigos e de conhecimento aos mais jovens, incrementando a paixão da vibrante e apaixonada torcida do Alvinegro.

 

O Centro de Memória do Botafogo possui 7 vitrines, sendo 6 em que são expostos troféus e demais itens do Futebol e uma vitrine dedicada ao Remo, na qual estão expostos os troféus que representam a hegemonia do BFR no Remo estadual e nacional desde 2013.

 

Nos armários que ocupam o salão, podemos apreciar troféus do Futebol e de todos os inúmeros esportes que o nosso Clube disputou e ainda disputa no decorrer de 124 anos de glórias da Estrela Solitária.

 

Temos em exposição troféus, taças, medalhas, salvas de prata, fotos e documentos, que contam a magnífica história do Glorioso da Estrela Solitária nos seguintes esportes: Aeromodelismo, Arqueirismo, Atletismo, Basquetebol, Esgrima, Futebol, Futebol de Praia, Futsal, Halterofilismo, Natação, Polo Aquático, Remo, Tênis, Voleibol e Xadrez.

 

historiadores-dos-esportes-centro-de-memoria-do-botafogo-alceu-mendes-de-oliveira-castro-3

Nesta foto, dentre tantos troféus importantes destacam-se os do Campeonato Brasileiro de 1995; da Taça Brasil de 1968, reconhecida como Campeonato Brasileiro em 2010; do Torneio Rio x São Paulo de 1998 e do Campeonato Estadual do Rio de Janeiro de 1989.

 

Destaca-se a vitrine das relíquias, com itens advindos do Club de Regatas Botafogo e do Botafogo Football Club, que, unidos aos itens relativos ao Botafogo de Futebol e Regatas, impressionam pela sua antiguidade, singularidade e representatividade.

 

A camisa de Armando Albano, atleta de Basquetebol do Football Club, cuja morte em quadra na peleja contra o time do Regatas, em 12/6/42, acelerou as tratativas para a fusão das duas casas alvinegras de Botafogo, ocupa lugar de destaque na exposição.

 

Após a revitalização do Centro de Memória que realizei no ano de 2016, procurando retomar a concepção histórica da qual participei quando de sua criação em 1998, foi criada a GALERIA DOS CAMPEÕES MUNDIAIS, com os craques botafoguenses, bem como membros da Comissão Técnica que tiveram decisiva participação nas conquistas pelo Brasil da Copa do Mundo de Futebol de 1958, 1962 e 1970, ressaltando, assim, o fato de ser o BFR o clube brasileiro com mais jogadores campeões do mundo de futebol, além de ter sido o clube que mais cedeu jogadores à Seleção Brasileira de Futebol em todos os tempos.

 

Outras novidades foram as fotos dos principais artilheiros do futebol botafoguense desde Nilo Murtinho Braga na década de 20 até Quarentinha, nosso maior artilheiro, que defendeu o Glorioso na década de 1960, bem como a GALERIA DOS TIMES CAMPEÕES, onde estão expostos os quadros com os times campeões de futebol desde o primeiro – 1906 – Taça Caxambú, até o Campeonato Estadual de 2018.

 

historiadores-dos-esportes-botafogo-trofeu-bronze-elihu-root-taca-caxambu-1906-2

A Taça Caxambú foi o primeiro trofeú oficial da história do futebol do Botafogo. Ela foi recebida pela conquista do Campeonato de Segundos Quadros de 1906

 

Com a revitalização de 2016, passou a denominar-se CENTRO DE MEMÓRIA DO BOTAFOGO ALCEU MENDES DE OLIVEIRA CASTRO, em justíssima homenagem ao “Pai da História Botafoguense”, o “Homem Clube”, um dos mais completos e importantes dirigentes que passaram por nosso Clube, inspiração constante para este historiador.

 

Dessa forma, o CENTRO DE MEMÓRIA DO BOTAFOGO ALCEU MENDES DE OLIVEIRA CASTRO guarda troféus, documentos, fotos, camisas e placas, que nos contam a história do MAIS ANTIGO CLUBE MULTIESPORTIVO DO BRASIL, CAMPEÃO DE TRÊS SÉCULOS, sendo para nós tanto um meio de transmissão de valores quanto o motor de uma energia feita de beleza, memória e excelência a ser endereçada, principalmente, às gerações mais jovens a fim de que possa trazer a inspiração e a vontade de construir o BOTAFOGO de hoje e de amanhã.

 

historiadores-dos-esportes-centro-de-memoria-do-botafogo-alceu-mendes-de-oliveira-castro

Os bustos de Garrincha, à esquerda, e de Nilton Santos, à direita, tendo ao centro o Troféu Bronze Elihu Root, primeiro troféu conquistado pelo futebol do Botafogo em sua história (1906). Junto a ele, temos a primeira medalha do Club de Regatas Botafogo, que é a medalha conquistada em 1892, pelo “Grupo de Regatas Botafogo”, precursor do Club de Regatas Botafogo, fundado em 1 de julho de 1894.

Em Dezembro de 2017, o Historiadores dos Esportes publicou um artigo sobre a história do Troféu Bronze Elihu Root e da Taça Caxambú. (link do artigo)

 

 

Luiz Felipe Carneiro de Miranda é Grande Benemérito, Historiador e Curador do Centro de Memória do Botafogo Alceu Mendes de Oliveira Castro.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s