O ano de 1943 na história do São Cristóvão

Em 1943, há 75 anos, três acontecimentos foram marcantes na história do São Cristóvão de Futebol e Regatas.

 

No início da década de 40 concretizava-se o sonho de Rodolfho Maggioli. São Cristóvão AC e Clube de Regatas São Cristóvão se fundem em 13 de fevereiro de 1943, surgindo o atual São Cristóvão de Futebol e Regatas.

 

Três meses depois, o novo clube conquistava o Torneio Municipal. Foram sete vitórias, um empate e apenas uma derrota. Sob o comando técnico de Abel Picabéa foram campeões: Joel e Veliz (goleiros), Augusto, Mundinho, Bianchi, Papeti, Castanheira, Santo Cristo, Alfredo, Caxambu, Nestor, Magalhães, Pelado, João Pinto e Dodô.

 

A equipe cadete obteve os seguintes resultados:

 

Bonsucesso 2 x 0 – Alfredo e Caxambu
Vasco 2 x 0 – Nestor e Magalhães
Bangu 4 x 3 – Alfredo (2), Nestor e Caxambu
Madureira 4 x 0 – Caxambu (2), Santo Cristo e Alfredo
Botafogo 2 x 5 – Alfredo (2)
Flamengo 4 x 1 – João Pinto (2) e Nestor (2)
América 1 x 0 – João Pinto
Fluminense 4 x 2 – Nestor (2), Santo Cristo e Alfredo
Canto do Rio 6 x 6 – Santo Cristo (3), João Pinto (2) e Alfredo

 

No campeonato carioca, o São Cristóvão realizou outra bela campanha, terminando em 3º lugar. Faltavam quatro rodadas e a equipe alva era líder. Vieram três derrotas seguidas: 5 a 3 para o Bangu, na Rua Ferrer; 3 a 1 diante do Madureira, em Conselheiro Galvão; e 5 a 1 para o América, em São Januário. Na última rodada, Alfredo voltou ao time e o São Cristóvão venceu o Fluminense por 3 a 1 e deu o bicampeonato ao Flamengo.

 

Entrevistei Walter Magalhães em sua residência, no Engenho de Dentro, no dia 2 de junho de 2000. Magalhães, que só vestiu, como profissional, a camisa do São Cristóvão, nos contou a respeito da participação da equipe cadete no Torneio Municipal e no campeonato carioca:

 

“Em 43, fomos campeões do Torneio Municipal e no campeonato estávamos até as quatro últimas rodadas na frente do Flamengo e do Fluminense. Devido a uma contusão, Alfredo, nosso armador, ficou de fora três partidas. Perdemos para o Bangu por 5 a 3, lá na Rua Ferrer. Eles soltavam fogos e tínhamos medo de um foguete bater na nossa cara, quando íamos bater um lateral.

 

As bombas estouravam atrás do gol do Joel, que ficava assustado e soltava a bola. Depois perdemos para o Madureira por 3 a 1, em Conselheiro Galvão, e para o América por 5 a 1, em São Januário. Aí voltou o Alfredo ao time. Vencemos o Fluminense por 3 a 1, demos o bicampeonato ao Flamengo e terminamos em 3 º- lugar”.

 

O time campeão do Torneio Municipal, que perdeu apenas para o Botafogo por 5 a 2, foi o mesmo do campeonato: Joel, Mundinho e Augusto; Bianchi, Papeti e Castanheira; Santo Cristo, Alfredo, Caxambu, Nestor e Magalhães. O artilheiro do torneio foi Heleno de Freitas, do Botafogo, com 11 gols e o técnico do São Cristóvão era Abel Picabéa.

 

Picabéa tinha sido antes half do São Cristóvão, formando a linha média com Dodô e Afonsinho. Ele tinha carta branca e quando dava instrução só tinha o diretor de esporte lá . Quando tentava entrar outro diretor dizia que não: “aqui só quem é jogador. Fala com eles depois do jogo”. As críticas feitas ao jogador eram respondidas por ele diante da diretoria. Ele assumia o time”.

 

Os adversários sempre encontravam dificuldades para conseguir bons resultados, em Figueira de Melo, e o São Cristóvão manteve-se invicto por longo tempo jogando em casa:

 

“Conhecíamos o campo palmo a palmo, onde o nosso time já treinava há dois anos. Tínhamos muito conjunto. Quando um jogava a bola, o outro sabia o que fazer e naquele tempo no futebol quem corria era a bola e não o jogador. Em dois lances a gente ia ao gol, ainda mais em Figueira de Melo, que era um campo de dimensões pequenas. Dia de treino os operários das fábricas dali, largavam o trabalho e iam lá encher o campo para ver a gente treinar. Era maravilhoso, sabe”.

 

Ainda, no ano de 1943, durante a partida São Cristóvão e Flamengo, no Estádio de Figueira de Melo, o São Cristóvão perdia para o Flamengo por 1 a 0, gol de Vevé aos 13 minutos de jogo. Cinco minutos depois, parte das arquibancadas desabou e o jogo foi suspenso.

 

A partida válida pelo campeonato de carioca de 1943 prosseguiu 72 horas depois, em São Januário. Aos 33 minutos do 2º tempo João Pinto empatou. Santo Cristo, ainda perdeu um pênalti defendido por Jurandir. Com o desabamento das arquibancadas o público invadiu o campo.

 

historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-2
O São Cristóvão obteve importante triunfo sobre o Flamengo, no Torneio Municipal de 1943. Em General Severiano, a equipe alva derrotou o rubro-negro por 4 a 1, gols de João Pinto, Nestor, Nestor e João Pinto. Pirilo marcou para o Flamengo. Mundinho disputa a bola com o centroavante rubro-negro.
historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-1
Na partida em que o São Cristóvão derrotou o Flamengo por 4 a 1, o goleiro Joel prepara-se para praticar a defesa.

 

historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-3
Prosseguindo na sua caminhada para o título do Torneio Municipal de 43, o São Cristóvão ganhou do América por 1 a 0, em São Januário, gol de João Pinto. Time cadete que venceu os rubros: em pé, Castanheira, Augusto, Veliz, Pelado, Papeti e Bianchi; agachados, Santo Cristo, Alfredo, João Pinto, Nestor e Magalhães.
historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-4
Na vitória diante do Fluminense por 4 a 2, Nestor abre a contagem com potente chute para o fundo da rede de Batatais.
historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-5
Equipe do São Cristóvão campeã do Torneio Municipal de 1943: Joel, Mundinho, Augusto, Bianchi, Papeti, Castanheira, Santo Cristo, Alfredo, João Pinto, Nestor, Magalhães e o técnico Picabéa.
historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-6
A revista Esporte Ilustrado homenageou o São Cristóvão publicando o quadro dos campeões do Torneio Municipal de 1943.
historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-7
Na 7a rodada do campeonato carioca de 1943, o São Cristóvão assumia a liderança ao vencer o América por 5 a 3, em Figueira de Melo. Marcaram os gols Esquerdinha (América 1 a 0), João Pinto (1 a 1), Maneco (América 2 a 1), Nestor (2 a 2); João Pinto (SC 3 a 2), Magalhães (4 a 2), Santo Cristo (5 a 2) e Jorginho (3 a 5). O São Cristóvão ganhou com: Joel, Augusto e Mundinho; Bianchi, Papeti e Castanheira; Santo Cristo, Alfredo, João Pinto, Nestor e Magalhães. Vemos o 2o gol do São Cristóvão marcado por Nestor. O goleiro Walter caminha para apanhar a bola no fundo da rede e o zagueiro Gritta está de cabeça baixa.
historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-8
No campeonato carioca de 1943, o São Cristóvão brilhou novamente, terminando em 3o lugar e João Pinto foi artilheiro com 26 gols. Líder do campeonato quando faltavam três rodadas para terminar a competição, os cadetes venceram o Vasco por 6 a 4, em Figueira de Melo. João Pinto abriu a contagem; Lelé (pênalti) empatou e Chico virou o placar; Santo Cristo (pênalti) igualou o marcador e Lelé (pênalti) desempatou; João Pinto fez o 3o gol e Bianchi (contra) colocou o Vasco em vantagem; e João Pinto, Nestor e João Pinto levaram o São Cristóvão a vitória. Lance de perigo para o goleiro Roberto, do Vasco. A bola segue na direção da meta e choca-se com o travessão.
historiadores-dos-esportes-o-ano-de-1943-na-historia-do-sao-cristovao-9
Desabamento das arquibancadas no jogo São Cristóvão e Flamengo, em Figueira de Melo, com o público invadindo o campo.

 

Campeonato Carioca de 1943:

http://www.rsssfbrasil.com/tablesr/rj1943.htm

 

Torneio Municipal de 1943:

http://www.rsssfbrasil.com/tablesr/rj1943tm.htm

 

 

José Rezende é jornalista, torcedor do Fluminense, responsável pelo Blog Álbum dos Esportes e autor dos livros “Hei de Torcer até Morrer”, sobre o America-RJ, “Eternamente Bangu”, e co-autor, juntamente com o historiador Raymundo Quadros, do livro “Vai dar Zebra”, sobre a história dos clubes pequenos do Rio de Janeiro.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s