Campeonato Brasileiro, Formas de disputa – A Fase de Transição, de 1986 a 1988

O Campeonato Brasileiro de 1986 seria utilizado pela CBF para definir os clubes da primeira divisão de 1987, acabando assim com as classificações pelos estaduais e pelo ranking histórico. Com isso, finalmente seria implementado o acesso da segunda para a primeira divisão e o rebaixamento da primeira para a segunda. O objetivo inicial era organizar o campeonato da primeira divisão de 1987 com 24 clubes. Por mais que os objetivos fossem claros, eles não foram alcançados.

Devido a problemas para efetivar o rebaixamento de 1986, a CBF desistiu de organizar o Campeonato de 1987, dando origem ao Clube dos 13, a fatídica Copa União e aos Módulos Verde e Amarelo. Quem realmente acredita na balela de que a CBF deixou de organizar o Campeonato de 1987 por falta de recursos merece um lugar especial no paraíso dos inocentes de bom coração.

Os objetivos da CBF somente foram alcançados no Campeonato de 1988, quando a primeira e a segunda divisão foram organizadas com 24 clubes cada. Foi nessa edição que o acesso e o rebaixamento foram enfim implementados. O vácuo criado pelo Campeonato de 1987 pavimentou o terreno para que a CBF fizesse de forma tranquila o que pretendia alcançar com o Brasileiro de 1986. Inclusive, essa pavimentação permitiu à CBF relacionar um-a-um os clubes que comporiam a primeira divisão de 1988.

 

O CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1986

A CBF organizou o Campeonato de 1986 com dois torneios: o Principal foi a primeira divisão e o Paralelo, a segunda. Na prática, a segunda divisão estava dentro da primeira.

 

O Torneio Principal teve 44 participantes:

Coritiba e Bangu, campeão e vice da primeira divisão 1985;
22 clubes classificados pelas colocações nos estaduais;
19 clubes classificados pelo ranking histórico;
Tuna Luso, campeã da segunda divisão de 1985.

 

O Torneio Paralelo teria 24 participantes:

Goytacaz, vice campeão da segunda divisão de 1985;
Brasil de Pelotas, clube de melhor campanha dos Grupos C e D de 1985;
22 clubes classificados pelas colocações nos estaduais.

 

O problema do campeonato de 1986 começou pela organização do Torneio Paralelo. Definidos os 24 participantes, as Federações Estaduais começaram a solicitar a criação de mais vagas levando ao inchaço do Torneio. Depois de muita pressão, a CBF criou 12 novas vagas, levando o Torneio Paralelo a ser disputado por 36 clubes:

 

Goytacaz, vice campeão da segunda divisão de 1985;
Brasil de Pelotas, clube de melhor campenha dos Grupos C e D de 1985;
22 clubes classificados pelas colocações nos estaduais;
12 clubes classificados adicionalmente pelas colocações nos estaduais.

 

A RSSSF relembra uma história interessante desse inchaço que já dava o toque desse campeonato. De 1980 a 1985, as edições do campeonato brasileiro foram sempre organizadas no começo do ano. Em 1986, a CBF passou o Campeonato Brasileiro para o segundo semestre, fazendo com que houvesse dois estaduais seguidos: 1985, no segundo semestre, e 1986, no primeiro semestre. Assim, o Campeonato Brasileiro de 1986 deveria tomar como base os campeonatos estaduais do mesmo ano. A única vaga do Rio no Torneio Paralelo seria do Campo Grande, clube que havia terminado na 6ª colocação do Estadual de 1986. Mesmo assim, a Federação do Rio, presidida na época pelo temido, e já falecido, Eduardo Viana, mais conhecido como Caixa d’Água, fez com que o Americano,  do qual era torcedor fanático, fosse classificado no lugar do Campo Grande por sua classificação no Estadual de 1985, quando terminou na 6ª colocação. Por mais que a mudança de calendário prejudicasse o Americano, a vaga no Torneio Paralelo de 1986 era do Campo Grande. Depois de muitos protestos, inclusive com a ameaça de levar a questão à Justiça Comum, a Federação do Rio prometeu ao Campo Grande a vaga no Brasileiro de 1987, mas isso, até mesmo pelas circunstâncias que se apresentaram posteriormente, nunca aconteceu.

Outro detalhe dessa história é que quando a CBF criou 12 novas vagas para o Torneio Paralelo, nenhuma delas foi direcionada para o Rio de Janeiro, ficando o Campo Grande de fora do campeonato.

 

Como teria sido o Campeonato Brasileiro de 1986

Na Primeira Fase, os 44 clubes do Torneio Principal seriam organizados em quatro grupos com 11 clubes cada. Ao final, 28 clubes se classificariam para a Segunda Fase: os 6 primeiros colocados de cada Grupo, 24 no total, e os 4 clubes de melhor campanha entre os eliminados. Os 16 eliminados na Primeira Fase estariam automaticamente rebaixados para a segunda divisão de 1987.

Os 36 clubes do Torneio Paralelo seriam organizados em quatro grupos com 9 clubes cada, onde apenas o primeiro colocado de cada grupo se classificaria para a segunda fase. Os demais 8 clubes de cada grupo seriam rebaixados para a segunda divisão de 1987.

Na segunda fase, os 32 clubes classificados (28 do Torneio Principal e 4 do Torneio Paralelo) seriam organizados em 4 grupos com 8 clubes. Ao término da segunda fase, os 4 primeiros colocados de cada grupo estariam classificados para as Oitavas-de-Final. Um detalhe importante: a composição da primeira divisão de 1987 consideraria os 6 primeiros colocados de cada grupo, 24 no total. Nesta fase, os dois últimos colocados de cada grupo estariam rebaixados para a segunda divisão de 1987.

Reforçando: o campeonato de 1986 teria clubes rebaixados na primeira fase, 16 no Torneio Principal e 32 no Torneio Paralelo, e 8 na segunda fase, totalizando 56 clubes.

 

A origem da confusão na parte inferior da tabela

O Campeonato transcorreu normalmente até a reta final da primeira fase. O problema começou quando o Joinville, que não havia se classificado, e portanto estava rebaixado, ganhou os dois pontos da partida contra o Sergipe em decorrência de um doping de um dos jogadores do time sergipano (1×1, 9ª rodada, 28/09/1986). Com esses pontos, o Joinville ficaria com a vaga do Vasco, que havia feito uma campanha ruim e terminado na 7ª colocação do Grupo C. Com os 2 novos pontos do Joinville, o Vasco estaria desclassificado e rebaixado para a segunda divisão.

Para não deixar o Vasco nessa situação, a CBF tomou uma decisão absurda, mas conveniente: eliminou a Portuguesa do campeonato, que havia terminado na segunda colocação do Grupo D, pois o clube paulista havia acionado a Justiça Comum para tratar de um problema envolvendo a venda de ingressos. Isso só fez o problema piorar. Diante dessa situação, os clubes paulistas partiram em socorro da Portuguesa: se o clube fosse eliminado, os paulistas abandonariam o campeonato.

Para resolver o problema, a CBF aumentou a quantidade de clubes classificados do Torneio Principal para a segunda fase de 28 para 32. Uma das quatro vagas foi destinada à solução desse problema. As demais, criadas para composição da segunda fase, foram ocupadas por Náutico, Santa Cruz e Sobradinho-DF, clubes que haviam sido rebaixados na primeira fase.

Com isso, Joinville, Vasco e Portuguesa seguiram no campeonato e não se tocou mais no assunto.

Uma curiosidade: se ao invés de prever a classificação dos 4 clubes de melhor campanha entre os eliminados da primeira fase do Torneio Principal, o regulamento previsse a classificação dos 4 clubes que ficaram na sétima colocação os Grupos A, B, C e D, os 4 classificados teriam sido Botafogo, Sobradinho, e, surpresa!!!!!, Vasco e Joinville. Com isso, os rebaixamentos de 1986 teriam sido efetivados e o Brasileiro de 1987 teria sido realizado com a primeira divisão com 28 clubes. Em outras palavras, toda essa história de Copa União, Módulos Verde e Amarelo e Quadrangular Final não teria existido.

 

Como foi o Campeonato Brasileiro de 1986

Originalmente, o Torneio Principal teria 28 clubes classificados. Com o rearranjo da CBF, 32 clubes foram classificados para a Segunda Fase. Em compensação, a quantidade de clubes rebaixados na primeira fase passou de 16 para 12.

Os 32 classificados se somaram aos 4 classificados dos 4 grupos do Torneio Paralelo, totalizando 36 clubes na Segunda Fase.

Na Segunda Fase, os 36 clubes foram organizados em 4 grupos com 9 clubes. Os 4 primeiros colocados de cada grupo se classificaram para as Oitavas-de-Final. Os dois últimos colocados de cada grupo foram rebaixados para a segunda divisão. Assim, a primeira divisão de 1987 teria 28 clubes, e não mais 24, e 52 clubes foram rebaixados ao invés de 56.

 

Os desdobramentos da confusão

Concluída a Primeira Fase, 48 clubes estavam rebaixados, entre eles o Coritiba, campeão brasileiro do ano anterior. Terminada a Segunda Fase, outros 8 clubes seguiram a caminho da segunda divisão de 1987. Entre eles, estava o Botafogo, penúltimo colocado do Grupo I.

O Botafogo recorreu ao STJD e conseguiu garantir sua vaga na primeira divisão de 1987 sob a alegação de que não era correto ele ter sido rebaixado na segunda fase, enquanto clubes que haviam sido rebaixados na primeira fase (Náutico, Santa Cruz, Sobradinho e Joinville/Vasco), seguiram no campeonato e acabaram se classificando para a primeira divisão de 1987. Desses clubes, apenas o Sobradinho havia sido rebaixado junto com o Botafogo na segunda fase.

Em paralelo, o Coritiba também recorreu à Justiça Comum e garantiu a sua vaga. Não consegui apurar o argumento que o clube paranaense utilizou para reverter seu rebaixamento, mas considerando que o Coritiba havia sido o último colocado do Grupo A na primeira fase, só se pode concluir que seus advogados eram muito bons.

Outros clubes como Vitória e Sport-PE, rebaixados na segunda fase assim como o Botafogo, seguiram o mesmo caminho judicial para garantir suas vagas. Percebendo que estava perdendo o controle da situação, a CBF desistiu de organizar o campeonato brasileiro de 1987 sob a tosca alegação de que não tinha recursos para realizá-lo. Estavam lançadas as bases de uma das duas maiores confusões da história do futebol brasileiro: o campeonato brasileiro de 1987 com seus Módulos Verde e Amarelo.

 

E a parte de cima da tabela?

Definidos os 16 classificados, o campeonato transcorreu normalmente. A Fase Final foi organizada em Oitavas-de-Final, Quartas-de-Final, Semifinais e Final, com jogos de ida-e-volta. O São Paulo foi campeão ao derrotar o Guarani nos pênaltis, depois de empatar os dois jogos e a prorrogação. Essa foi a terceira e última vez que um Campeonato Brasileiro foi decidido nos pênaltis. As outras foram as finais de 1977 e 1985.

A campanha do America-RJ merece um registro. Depois de eliminar o Portuguesa nas Oitavas-de-Final e o Corinthians nas Quartas-de-Final, o America-RJ chegou às Semifinais, onde foi eliminado pelo São Paulo. No primeiro jogo, vitória São Paulina por 1×0 (15/02/1987). No segundo, no Maracanã, o America-RJ não conseguiu reverter a vantagem do São Paulo e foi desclassificado após o empate por 1×1 (18/02/1987).

 

O CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1987

Muito se discute sobre o Campeonato Brasileiro de 1987, ou melhor, sobre a Copa União de 1987, ou melhor, sobre os Módulos Verde e Amarelo e o Quadrangular Final. O problema é que muitas pessoas pensam estar discutindo o problema, quando na verdade estão discutindo as consequências de um problema.

 

O epicentro da confusão do Campeonato Brasileiro de 1987

Depois de perder o controle sobre a efetivação do rebaixamento do Campeonato Brasileiro de 1986, a CBF desistiu de organizar o Campeonato de 1987. Com isso, surgiu o Clube dos 13. Quando o Campeonato de 1986 terminou, 28 equipes estavam classsificadas no campo para a primeira divisão de 1987. O problema é que o Clube dos 13 desconsiderou solenemente essa classificação e organizou um campeonato com 16 clubes. E foi além. Dos 16 participantes, 14 estavam no grupo que participaria da primeira divisão de 1987. Os outros dois clubes haviam sido rebaixados em 1986 para a segunda divisão de 1987: Botafogo e Coritiba. Ao organizar a Copa União, o Clube dos 13 simplesmente ignorou a existência de 14 clubes que haviam se classificado para a primeira divisão de 1987. Esse foi o epicentro da confusão.

 

Os 28 Clubes classificados pelo Brasileiro de 1986 para a primeira divisão de 1987:

 

  1. São Paulo (campeão);
  2. Guarani (vice-campeão);
  3. America-RJ (Semifinalista);
  4. Atlético-MG (Semifinalista);
  5. Corinthians (Quartas-de-Final);
  6. Fluminense (Quartas-de-Final);
  7. Bahia (Quartas-de-Final);
  8. Cruzeiro (Quartas-de-Final);
  9. Internacional-SP (Oitavas-de-Final);
  10. Flamengo (Oitavas-de-Final);
  11. Vasco (Oitavas-de-Final);
  12. Criciúma (Oitavas-de-Final);
  13. Portuguesa (Oitavas-de-Final);
  14. Palmeiras (Oitavas-de-Final);
  15. Joinville (Oitavas-de-Final);
  16. Grêmio (Oitavas-de-Final);
  17. Santos;
  18. Bangu;
  19. Internacional-RS;
  20. Goiás;
  21. Atlético-GO;
  22. CSA;
  23. Ceará;
  24. Rio Branco-ES;
  25. Treze-PB;
  26. Náutico*;
  27. Santa Cruz-PE*;
  28. Atlético-PR;

 

*Náutico e Santa Cruz foram rebaixados na primeira fase do Brasileiro de 1986, mas seguiram no Campeonato depois que a CBF criou 4 vagas extras na Segunda Fase, sendo uma para resolver o problema Joinville/Vasco/Portuguesa e três para compor essa etapa da competição com 36 clubes.

 

Os 16 clubes escolhidos pelo Clube dos 13 para participar da Copa União de 1987:

 

  1. São Paulo (campeão);
  2. Atlético-MG (Semifinalista);
  3. Corinthians (Quartas-de-Final);
  4. Fluminense (Quartas-de-Final);
  5. Bahia (Quartas-de-Final);
  6. Cruzeiro (Quartas-de-Final);
  7. Flamengo (Oitavas-de-Final);
  8. Vasco (Oitavas-de-Final);
  9. Palmeiras (Oitavas-de-Final);
  10. Grêmio (Oitavas-de-Final);
  11. Santos;
  12. Internacional-RS;
  13. Goiás;
  14. Santa Cruz;
  15. Botafogo (havia sido rebaixado para a segunda divisão de 1987);
  16. Coritiba (havia sido rebaixado para a segunda divisão de 1987).

 

Os 14 clubes que foram deixados de fora da Copa União pelo Clube dos 13 mesmo estando classificados para a primeira divisão de 1987:

 

  1. Guarani (vice-campeão);
  2. America-RJ (Semifinalista);
  3. Internacional-SP (Oitavas-de-Final);
  4. Criciúma (Oitavas-de-Final);
  5. Portuguesa (Oitavas-de-Final);
  6. Joinville (Oitavas-de-Final);
  7. Bangu;
  8. Atlético-GO;
  9. CSA;
  10. Ceará;
  11. Rio Branco-ES;
  12. Treze-PB;
  13. Náutico;
  14. Atlético-PR;

 

A Copa União de 1987 estava fadada ao fracasso antes mesmo dos jogos começarem.

 

O que aconteceu

A CBF organizou o Módulo Amarelo com os 14 clubes que ficaram de fora da Copa União, que por sua vez passou a ser o Módulo Verde. O America-RJ, semifinalista do Brasileiro de 1986, não aceitou jogar o Módulo Amarelo e optou por não participar da competição. Assim, para compor os 15 clubes que participaram do Módulo Amarelo, foram convidados Sport-PE e Vitória, clubes que haviam sido rebaixados na Segunda Fase do Brasileiro de 1986.

Uma observação importante: o Módulo Amarelo poderia ser tudo, menos uma segunda divisão como muitos jornalistas, dito renomados, insistem em dizer até hoje.

A análise que fiz é extremamente objetiva. Com relação ao contexto político e as muitas idas-e-vindas que levaram aos Módulos Verde e Amarelo, sugiro a leitura do artigo da Wikipedia referente a este Brasileiro (link no final).

Mas e o Quadrangular Final? Sinceramente, não discuto isso. Essa discusão é interminável e cansativa, com todo tipo de argumento e contra-argumento. E como disse, ela não é um problema, e sim uma das consequências de um problema. Se a Copa União tivesse sido organizada com 28 clubes, nenhum problema teria acontecido. O Flamengo, que venceu o Módulo Verde, muito provavelmente teria vencido o campeonato com 28 clubes, como também teria vencido o próprio Quadrangular Final que se negou a disputar. Além disso, com um campeonato com 28 clubes, o Sport-PE, que terminou como Campeão Brasileiro de 1987, não teria nem mesmo participado da primeira divisão.

 

O CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1988

Com o vácuo criado pelo Campeonato Brasileiro de 1987, a CBF pôde organizar a edição de 1988 ao seu gosto, escolhendo um-a-um os clubes que fizeram parte da primeira e da segunda divisão, ambas com 24 clubes. Outra inovação desse campeonato foi a disputa da terceira divisão pela primeira vez.

A Primeira Divisão foi organizada com os 16 clubes do Módulo Verde mais America-RJ, Bangu, Guarani, Portuguesa, Vitória, Atlético-PR, Sport-PE e Criciúma.

Sete clubes que haviam se classificado em 1986 para a primeira divisão de 1987, e que disputaram o Módulo Amarelo, foram parar na segunda divisão de 1988: Ceará, Rio Branco-ES, Atlético-GO, Treze-PB, Náutico, Joinville e Internacional-SP.

A terceira divisão foi organizada com 43 clubes.

Os primeiros clubes rebaixados da primeira para a segunda divisão na história do Campeonato Brasileiro foram America-RJ, Bangu, Santa Cruz e Criciúma.

As Fases Finais dos três campeonatos transcorreram normalmente. Os títulos foram conquistados pelo Bahia, primeira divisão, Internacional-SP, segunda divisão, e União São João de Araras, terceira divisão.

Com o Brasileiro de 1988 se encerrava a curta, mas agitada Fase de Transição do Campeonato Brasileiro: 1986, 1987 e 1988. Com isso, tinha início a Fase da Bagunça que vai de 1989 a 2002.

 

 

CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1986, disputado de 30/08/1986 a 25/02/1987

Forma de disputa: 1ª Fase, 2ª Fase, Oitavas-de-Final, Quartas-de-Final, Semifinais e Final;

Participantes: 80, sendo 44 no Torneio Principal e 36 no Torneio Paralelo;

Final: São Paulo campeão e Guarani vice;

Classificação:

Torneio Principal: Campeão e vice da primeira divisão de 1985; Campeão da segunda divisão de 1985; 19 clubes classificados pelo ranking histórico e 22 clubes classificados pelas colocações nos estaduais;

Torneio Paralelo: Vice-campeão da segunda divisão de 1985, clube de melhor campanha dos Grupos C e D de 1985, 34 clubes classificados pelas colocações nos estaduais.

 

Segunda Divisão: na prática, a segunda divisão foi o Torneio Paralelo. Os 36 clubes foram organizados em 4 grupos com 9 clubes. O primeiro colocado de cada grupo se classificava para a segunda fase. Os demais clubes, 32 no total, foram eliminados e rebaixados para a segunda divisão de 1987. Não houve campeão do Torneio Paralelo.

 

http://www.rsssfbrasil.com/tablesae/br1986.htm

 

CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1987, disputado de 11/09/1987 a 13/12/1987

MÓDULO VERDE

Forma de disputa: Fase Classificatória em dois turnos, Semifinais e Final;

Participantes: 16;

Final: Flamengo campeão e Internacional-RS vice;

Classificação: não houve classificação. O Clube dos 13 organizou o campeonato desconsiderando a classificação de 1986;

 

Fase Classificatória do Módulo Verde: os 16 clubes foram divididos em 2 grupos. No primeiro turno, disputado por pontos corridos, Grupo A x B com 8 jogos para cada clube. No segundo turno, também disputado por pontos corridos, os jogos foram entre os clubes do mesmo grupo com 7 jogos para cada clube. Os vencedores do turno e do returno dos Grupos A e B se classificaram para as semifinais.

Fase Final: as semifinais e finais foram disputadas com jogos de ida-e-volta.

 

MÓDULO AMARELO

Forma de disputa: Fase Classificatória em dois turnos, Semifinais e Final;

Participantes: 15;

Final: Sport-PE campeão e Guarani vice;

Classificação: os 14 clubes que haviam se classificado para a primeira divisão de 1987 e que foram dexiados de fora do Módulo Verde. A exceção foi o America-RJ, que se negou a disputá-lo. Sport-PE e Vitória, que haviam sido rebaixados em 1986, foram convidados para participar do Módulo Amarelo.

 

Fase Classificatória do Módulo Amarelo: os 15 clubes foram divididos em 2 grupos, sendo que 8 clubes no Grupo A e 7 clubes no Grupo B. No primeiro turno, disputado por pontos corridos, Grupo A x B, com 7 jogos para os clubes do Grupo A e 8 jogos para os clubes do Grupo B. No segundo turno, também disputado por pontos corridos, os jogos foram entre os clubes do mesmo grupo com 7 jogos para os clubes do Grupo A e 6 jogos para os clubes do Grupo B. Os vencedores de cada turno se classificaram para as semifinais.

Fase Final: as semifinais e finais foram disputadas com jogos de ida-e-volta. A final foi disputada entre Sport-PE e Guarani. Na primeira partida, vitória do Guarani por 2×0 (06/12/1987). No segundo jogo, vitória do Sport-PE por 3×0 (13/12/1987). Depois de um empate em 0x0 na prorrogação, o título do Módulo Amarelo seria decidido numa disputa de pênaltis. Quando o placar estava 11×11, as duas equipes decidiram dividir o título, o que acabou não sendo aceito pela CBF. No dia 22/01/1988, o Guarani desistiu da divisão do título, sendo o Sport-PE declarado campeão do Módulo Amarelo.

 

O Quadrangular Final: Módulo Verde x Módulo Amarelo

Definidos os campeões e vices dos Módulos Verde e Amarelo, houve um Quadrangular Final para decisão do campeonato. Diante da negativa de Flamengo e Internacional, apoiados pelo Clube dos 13, de disputarem os jogos do Quadrangular, houve apenas dois jogos: Guarani 1×1 Sport-PE, 30/01/1988, e Sport-PE 1×0 Guarani, 07/02/1988.

 

A segunda divisão do Brasileiro de 1987

Como já foi dito e explicado, o Módulo Amarelo não era a segunda divisão. O campeonato ainda teve o Módulo Branco, vencido pelo Operário-MS, e o Módulo Azul, vencido pelo Americano, ambos disputados por 24 clubes. Esses módulos seriam a segunda divisão. Consta na RSSSF a informação de que os 12 clubes de melhor colocação nesses dois Módulos estariam classificados para a segunda divisão de 1988. O critério de seleção dos 12 clubes não chegou a ser esclarecido.

 

Neste link estão as informações dos Módulos Verde, Amarelo, Azul e Branco:

http://www.rsssfbrasil.com/tablesae/br1987.htm

 

CAMPEONATO BRASILEIRO DE 1988, disputado de 02/09/1988 a 19/02/1989

Forma de disputa: Fase Classificatória em dois turnos, Quartas-de-Final, Semifinais e Final;

Participantes: 24;

Final: Bahia campeão e Internacional-RS vice;

Classificação: os clubes que disputaram o campeonato foram escolhidos a dedo pela CBF;

Segunda Divisão: 24 clubes organizados em 4 grupos com 6 clubes. Os 4 primeiros colocados de cada grupo se classificaram para a segunda fase. O último colocado de cada grupo foi rebaixado para a terceira divisão de 1989, que não foi realizada. Na segunda fase, os 16 clubes foram organizados em 4 grupos com 4 clubes. Os dois primeiros colocados de cada grupo se classificaram para a terceira fase. Nela, os 8 clubes foram organizados em dois grupos com 4 clubes. Os dois primeiros colocados se classificaram para o Quadrangular Final vencido pelo Internacional-SP.

 

Primeira Fase: os 28 clubes foram organizados nos Grupos A e B com 12 clubes cada. No primeiro turno, os jogos eram Grupo A x B com 12 jogos para cada clube. No segundo turno, os jogos eram disputados entre os clubes do mesmo grupo com 11 jogos para cada clube. Os dois primeiros colocados de cada grupo no turno e os dois primeiros colocados de cada grupo no returno se classificaram para as quartas-de-final. Como o Vasco foi o vencedor do primeiro e do segundo turno no Grupo B, o Bahia se classificou para as Quartas-de-Final por possuir a melhor campanha entre os clubes não classificados. Outro detalhe desse campeonato é que a vitória valia 3 pontos. Em caso de empate, haveria uma disputa por pênaltis onde o vencedor levaria um ponto extra além do ponto pelo empate.

Fase Final: Quartas-de-Final, Semifinais e Final com jogos de ida-e-volta. Os clubes de melhor campanha tinham a vantagem do empate contra o adversário, mas mesmo assim tinham que jogar uma prorrogação no segundo jogo. Exemplos:

 

Quartas-de-Final, Bahia x Sport-PR: a primeira partida terminou empatada em 1×1 (29/01/1989) e a segunda em 0x0 (01/02/1989). Assim, os dois clubes jogaram uma prorrogação tendo o Bahia a vantagem do empate. Após novo empate em 0x0, o Bahia se classificou para às semifinais.;

Quartas-de-Final, Fluminense x Vasco: depois do Fluminense vencer o primeiro jogo por 1×0 (29/01/1989), o Vasco venceu o segundo por 2×1 (01/02/1989). Assim, os dois clubes tiveram que disputar uma prorrogação tendo o Vasco a vantagem do empate por possuir melhor campanha. O Fluminense se classificou para as semifinais após o vencer o Vasco por 2×0 na prorrogação.

 

http://www.rsssfbrasil.com/tablesae/br1988.htm

http://www.rsssfbrasil.com/tablesae/br1988l2.htm

http://www.rsssfbrasil.com/tablesae/br1988l3.htm

 

Artigo da Wikipedia sobre o Brasileiro de 1987 contendo toda a movimentação política do Campeonato:

 

https://pt.wikipedia.org/wiki/Campeonato_Brasileiro_de_Futebol_de_1987

 

Jorge Priori é torcedor do Fluminense e gosta muito de história.

 

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s