As formas de disputa das Copas do Mundo: de 1930 a 2018

Em Junho de 2018, será disputada a vigésima-primeira Copa do Mundo. Realizada desde 1930, a Copa nem sempre foi disputada da forma como a conhecemos: uma fase classificatória organizada em grupos com uma fase final no formato de torneio com oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinal e final. Sendo mais preciso, esse formato foi adotado na Copa de 1986, realizada no México.

A forma de disputa da Copa do Mundo pode ser dividida em 4 fases:

 

  • A busca por um formato, Copas de 1930, 1934, 1938 e 1950 – Esse período é caracterizado pela busca de um formato de disputa. A Copa de 1930 se assemelha ao período iniciado com a Copa de 1954. As Copas de 1934 e 1938 foram disputadas como um torneio puro, a partir das oitavas-de-final, sem fase classificatória. A Copa de 1950 trouxe uma experiência que somente foi adotada uma única vez: um quadrangular final;

 

  • O encontro de um formato para 16 seleções, Copas de 1954, 1958, 1962, 1966 e 1970 – A partir de 1954, a Copa do Mundo se estabiliza com 16 participantes. Tem-se o início de um período que duraria 5 Copas com uma fórmula de disputa simples e de sucesso, principalmente para a Seleção Brasileira, que soube explorá-la como poucos. As Copas desse período foram organizadas com uma fase classificatória e com uma fase final começando a partir das quartas-de-final. Das cinco Copas desse período, o Brasil venceu três;

 

  • Uma mudança frustrada, Copas de 1974, 1978 e 1982 – As Copas de 1974 e 1978, disputadas por 16 seleções, substituíram as quartas-de-final e semifinal, por uma segunda fase organizada em dois grupos. Em 1978, o Grupo B teve a estranha vitória da Argentina contra o Peru por 6×0 que garantiu sua classificação para a final contra a Holanda pelo saldo de gols. A Copa de 1982 teve a participação de 24 seleções e uma mudança na sua fase final. A segunda fase substituiu apenas as quartas-de-final. Os Grupos 1, 2, 3 e 4, indicaram os classificados para as semifinais. Essa mudança era o último respiro de um modelo que não havia dado certo;

 

  • A Copa como a conhecemos, a partir de 1986 – A partir da Copa de 1986, adotou-se a forma de disputa como a conhecemos: fase classificatória com a fase final jogada a partir das oitavas-de-final. Voltou-se ao modelo que havia sido utilizado de 1954 a 1970, e abandonou-se a experiência de Grupos na fase final utilizada nas Copas de 1974, 1978 e 1982. As Copas de 1986, 1990 e 1994 tiveram 24 participantes. A partir da Copa de 1998, o mundial passou a contar com 32 participantes.

 

1930, País Sede Uruguai, 13 participantes

Troféu: Victory, que a partir de 1946 passaria a se chamar Taça Jules Rimet. Posse transitória

Os treze participantes foram organizados em quatro Grupos (1, 2, 3 e 4), sendo que o Grupo 1 tinha 4 participantes. O primeiro colocado de cada grupo se classificava para as semifinais. Na final, o Uruguai derrotou a Argentina por 4×2 e se sagrou o primeiro campeão mundial de seleções (30/07/1930).

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/uruguay1930/matches/index.html

 

1934, País Sede Itália, 16 participantes

Troféu: Victory, que a partir de 1946 passaria a se chamar Taça Jules Rimet. Posse transitória

A Copa de 1934 foi extremamente interessante. Com 16 seleções, ela foi disputada a partir das oitavas-de-final, sem qualquer tipo de fase classificatória. É por essa razão que a Seleção Brasileira teve apenas um único jogo, onde foi derrotada pela Espanha por 3×1 (27/05/1934) e deu adeus ao Mundial. Particularmente, eu nunca tive a sorte de ver alguém da imprensa explicando que a Seleção Brasileira teve um único jogo na Copa de 1934 por causa da forma como o Mundial havia sido organizado. A Itália se sagrou campeã ao derrotar a Tchecoslováquia por 2×1 na final (10/06/1934).

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/italy1934/matches/index.html

 

1938, País Sede França, 15 participantes

Troféu: Victory, que a partir de 1946 passaria a se chamar Taça Jules Rimet. Posse transitória

A Copa de 1938 foi disputada da mesma forma que a Copa de 1934: a partir das oitavas-de-final, sem qualquer tipo de fase classificatória.  Ela teria 16 participantes, mas a Áustria não participou do mundial em decorrência de sua anexação pela Alemanha em Março de 1938. Sua vaga não foi reposta, e a Suécia, que enfrentaria a equipe austríaca nas oitavas-de-final, avançou automaticamente para as quartas-de-final, onde venceu a Seleção de Cuba por 8×0 (12/06/1938). A Seleção Brasileira teve melhor sorte que na Copa anterior e chegou às semifinais, quando foi derrotada pela Itália por 2×1 (16/06/1938). A Itália se sagrou bicampeã mundial ao vencer a Hungria na final por 4×2 (19/06/1938).

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/france1938/matches/index.html

 

1950, País Sede Brasil, 13 participantes

Troféu: Taça Jules Rimet, posse transitória

Depois de 12 anos, a Copa do Mundo voltava a ser realizada. As Copas de 1942 e 1946 não foram realizadas em decorrência da Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945). Essa Copa não contou com a participação da Alemanha que estava em pleno processo de reconstrução e ainda assimilava sua divisão em Alemanha Ocidental e Oriental, ocorrida um ano antes, em 1949. Em toda a história das Copas do Mundo, a Alemanha só não participou das Copas de 1930 e 1950.

Depois das Copas de 1934 e 1938, a Copa de 1950 voltou a ter uma fase classificatória. As treze equipes foram divididas em 4 Grupos. O Grupo 1, vencido pelo Brasil, e o Grupo 2, vencido pela Espanha, tiveram 4 equipes. O Grupo 3 teve 3 equipes e foi vencido pela Suécia. O Grupo 4 na verdade era uma chave. Ele foi vencido pelo Uruguai que goleou a Bolívia por 8×0 (02/07/1950). A fase final introduziu uma inovação: um quadrangular-final que foi disputado por Uruguai, Brasil, Suécia e Espanha. No dia 16/07/1950, Brasil, com 4 pontos, e Uruguai, com 3, se enfrentaram no Maracanã pela última rodada do quadrangular. Com a vitória por 2×1, o Uruguai terminou a fase final com 5 pontos e se sagrou bicampeão mundial.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/brazil1950/groups/index.html

 

1954, País Sede Suíça, 16 participantes

Troféu: Taça Jules Rimet, posse transitória

A Copa de 1954 voltou a ser disputada por 16 participantes, mas não repetiu a fórmula de disputa das Copas de 1934 e 1938. As equipes foram divididas em 4 Grupos com 4 seleções. Cada Grupo teria dois cabeças-de-chave. Curiosamente, os cabeças-de-chave não se enfrentariam da mesma forma que as outras duas equipes. Desse forma, cada Seleção faria apenas dois jogos na fase classificatória. Os dois primeiros colocados avançariam para as quartas-de-final. O Brasil foi eliminado pela Hungria nessa fase, quando foi derrotado por 4×2 (27/06/1954) no que ficou conhecido como a “Batalha de Berna”. A Copa foi decidida pela Alemanha Ocidental e pela Hungria, com a vitória alemã por 3×2 (04/07/1954).

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/switzerland1954/matches/index.html

 

1958, País Sede Suécia, 16 participantes

Troféu: Taça Jules Rimet, posse transitória

A Copa de 1958 foi disputada da mesma forma que a Copa de 1954, mas com uma pequena diferença: todas as equipes de cada um dos 4 Grupos se enfrentariam, perfazendo 3 jogos. Com a classificação dos dois melhores colocados de cada grupo, a fase final seria disputada a partir das quartas-de-final. Essa foi a primeira Copa a contar com a participação da União Soviética.

Uma fato curioso dessa Copa é que três dos quatro Grupos terminaram com duas equipes empatadas em pontuação na segunda colocação. Assim, essas duas equipes tiveram que disputar um jogo extra para definir quem se classificaria para a próxima fase. O único Grupo que não teve jogo desempate foi o 2, onde a França se classificou em primeiro e a Iugoslávia em segundo. Todos os jogos desempate foram realizados no dia 17/06/1958:

 

Grupo 1 – Irlanda do Norte e Tchecoslováquia terminaram empatadas com 3 pontos. A Alemanha Ocidental terminou em primeiro com 4. A Irlanda do Norte venceu a Tchecoslováquia por 2×1 e se classificou para a próxima fase;

Grupo 3 – País de Gales e Hungria terminaram empatadas com 3 pontos. A Suécia terminou em primeiro com 5. O País de Gales derrotou a Hungria por 2×1 e se classificou para a próxima fase;

Grupo 4 – União Soviética e Inglaterra terminaram empatadas com 3 pontos. O Brasil terminou em primeiro com 5 pontos. A União Soviética venceu a Inglaterra por 1×0 e se classificou para a fase final.

 

A fase final foi disputada a partir das quartas-de-final. Essa foi a primeira Copa vencida pelo Brasil, que derrotou a anfitriã Suécia por 5×2 na final (29/06/1958).

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/sweden1958/matches/index.html

 

1962, País Sede Chile, 16 participantes

Troféu: Taça Jules Rimet, posse transitória

A Copa de 1962 foi disputada como a Copa de 1958: quatro grupos com quatro seleções com os dois primeiros colocados se classificando para a fase final que foi disputada a partir das quartas-de-final.

A única modificação foi a implementação de um critério de desempate na fase classificatória, o que evitou a realização de jogos desempate. É por essa razão que a Inglaterra, que terminou com 3 pontos e saldo de 1 gol no Grupo 4, se classificou para fase final no lugar da Argentina, que somou três pontos e saldo negativo de um gol.

Na final, o Brasil derrotou a Tchecoslováquia por 3×1, 17/06/1962, e se sagrou bicampeão mundial.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/chile1962/matches/index.html

 

1966, País Sede Inglaterra, 16 participantes

Troféu: Taça Jules Rimet, posse transitória

A Copa de 1966 foi disputada exatamente igual à Copa de 1962: quatro grupos com quatro seleções com os dois primeiros colocados se classificando para a fase final, que foi disputada a partir das quartas-de-final. Se houvesse empate na fase classificatória, seria aplicado o critério  de desempate. Isso ocorreu no Grupo 2, onde Alemanha e Argentina terminaram com duas vitórias, um empate e 5 pontos, mas a Alemanha em primeiro pois teve saldo de 6 gols contra três da Argentina.

Essa já era a terceira Copa da União Soviética, que também contou com a participação da Coréia do Norte pela primeira vez, treze anos depois do armistício que suspendeu a Guerra da Coréia. A Seleção Norte-Coreana se classificou em segundo no seu grupo, onde venceu a Itália por 1×0 (19/07/1966), e foi eliminada nas oitavas-de-final, após ser derrotada por Portugal por 5×3 (23/07/1966).

Na final, a Inglaterra derrotou a Alemanha por 4×2, 30/07/1966, e conquistou sua única Copa do Mundo.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/england1966/matches/index.html

 

1970, País Sede México, 16 participantes

Troféu: Taça Jules Rimet, conquistada em definitivo pelo Brasil após a conquista da terceira Copa

Pela quinta e última vez, a FIFA repetiria a fórmula de disputa que vinha sendo aprimorada desde 1954.

Na final, o Brasil derrotou a Itália por 4×1, 21/06/1970, e foi o primeiro país a se sagrar tricampeão mundial, ficando em definitivo com a Taça Jules Rimet.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/mexico1970/matches/index.html

 

1974, País Sede Alemanha, 16 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

Em 1974, a FIFA, numa decisão extremamente infeliz, mudou a fórmula de disputa da Copa Mundo. A fase classificatória seria disputada da mesma forma que as Copas desde 1954, quatro Grupos com quatro equipes, com os dois primeiros colocados se classificando para a fase final. A mudança estava justamente na fase final. No lugar de quartas-de-final e semifinal, as oito equipes foram organizadas em dois grupos com quatro equipes, onde o primeiro colocado de cada grupo se classificaria para a final. Essa foi a primeira Copa que contou com a participação da Alemanha Oriental.

Com a conquista definitiva da Taça Jules Rimet pelo Brasil, a FIFA introduziu um novo troféu em 1974: o FIFA World Cup Trophy.

Depois da fase classificatória, veio a segunda fase organizada nos Grupos A e B. A Holanda se classificou para a final pelo Grupo A que contou também com Brasil, Alemanha Oriental e Argentina. No Grupo B, a seleção classificada foi a Alemanha, que disputou a vaga contra Polônia, Suécia e Iugoslávia.

Na final, a Alemanha Ocidental derrotou a Holanda por 2×1, 07/07/1974, e se sagrou bicampeã mundial.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/germany1974/matches/index.html

 

1978, País Sede Argentina, 16 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

A Copa de 1978 foi disputada da mesma forma que a Copa de 1974, e a infeliz mudança feita na fase final da Copa anterior (segunda fase) teve o seu reflexo.

Concluída a fase classificatória, o Grupo A foi organizado com Holanda, Itália, Alemanha Ocidental e Áustria. O Grupo B contou com Argentina, Brasil, Polônia e Peru. O Grupo A transcorreu normalmente e terminou com a classificação da Holanda para a final pela segunda vez seguida. O problema ocorreu no Grupo B.

Na primeira rodada do Grupo B, realizada no dia 14/06/1978, o Brasil derrotou o Peru por 3×0, e a Argentina derrotou a Polônia por 2×0. Na segunda rodada, realizada no dia 18/06/1978, Brasil e Argentina empataram em 0x0, e a Polônia derrotou o Peru por 1×0. Na última rodada, que seria realizada no dia 21/06/1978, o Brasil enfrentaria a Polônia, e a Argentina, o Peru. As seleções da Polônia e do Peru tinham uma característica em comum: dois fortes sistemas defensivos. A Polônia havia se classificado em primeiro no Grupo 2, com duas vitórias, um empate, quatro gols marcados, um gol sofrido e saldo de três gols. O Peru havia se classificado em primeiro no Grupo 4, com duas vitórias, um empate, sete gols marcados, dois gols contra e saldo de cinco gols. Tudo indicava que a última rodada teria placares apertados, com pouca diferença de gols. Assim, o Brasil fez a sua parte e derrotou a Polônia por 3×1. O problema é que, numa partida cercada de controvérsias e suspeitas, a Argentina aplicou uma sonora, e estranhíssima goleada por 6×0 contra o Peru, e se classificou pelo saldo de gols para a final da Copa, deixando o Brasil de fora.

Na final, a Argetina derrotou a Holanda por 28/06/1978, e se sagrou campeã mundial pela primeira vez.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/argentina1978/matches/index.html

 

1982, País Sede Espanha, 24 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

Apesar do problema ocorrido no Grupo B da segunda fase da Copa de 1978, a FIFA insistiu num modelo similar à Copa anterior, com algumas mudanças. A primeira foi a quantidade de participantes, que depois de sete Copas com 16 seleções, passaria a contar com 24. Isso fez com que o sistema de disputa fosse reorganizado.

Na fase classificatória, as 24 seleções seriam organizada em seis grupos, onde os dois primeiros colocados se classificariam para a segunda fase, organizada em quatro grupos com três seleções, que indicariam os semifinalistas. Assim, doze seleções se classificaram para a segunda fase, que uma vez finalizada, indicou Itália, Polônia, Alemanha Ocidental e França para as semifinais.

Na final, a Itália derrotou a Alemanha Ocidental por 3×1, 11/07/1982, e se sagrou tricampeã mundial.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/spain1982/matches/index.html

 

1986, País Sede México, 24 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

O futuro não estava numa Copa como as de 1974, 1978 e 1982. Assim, a FIFA seguiu com 24 seleções e reorganizou a fase final como a adotada até 1970. Com o aumento na quantidade de participantes, a FIFA reintroduziu as oitavas-de-final.

Da mesma forma que em 1982, as 24 seleções seriam organizadas em seis Grupos com quatro seleções, onde os dois primeiros colocados se classificariam para as oitavas-de-final. Com isso, a competição teria 12 classificados para uma fase que precisaria de 16 seleções. Como isso foi resolvido? Simples, os 4 melhores terceiros colocados estariam classificados para as oitavas-de-final, compondo assim as 16 seleções. Foi assim, que Bulgária (Grupo A), Bélgica (Grupo B), Uruguai (Grupo E) e Polônia (Grupo F), se classificaram para as oitavas-de-final.

Depois das oitavas-de-final, quartas-de-final e semifinais, a Argentina derrotou a Alemanha Ocidental por 3×2, 29/06/1986, e se sagrou bicampeã mundial.

Essa fórmula é repetida até hoje, com a diferença de que a partir de 1998, a Copa passou a contar com 32 equipes, acabando com a classificação dos quatro melhores terceiros colocados às oitavas-de-final.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/mexico1986/matches/index.html

 

1990, País Sede Itália, 24 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

A fórmula de disputa foi exatamente igual à Copa de 1986. Na final, a Alemanha Ocidental derrotou a Argentina por 1×0, 08/07/1990, devolvendo a derrota da Copa anterior, e se sagrando tricampeã mundial. A reunificação da Alemanha foi oficializada no dia 3 de outubro de 1990. Essa Copa também foi marcada pela última participação da União Soviética e da Iugolávia.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/italy1990/matches/index.html

 

1994, País Sede Estados Unidos, 24 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

A Copa de 1994 repetiu a fórmula de disputa das Copas de 1986 e 1990. Essa foi a primeira Copa a contar com a Alemanha reunificada e com a Rússia. Na final, o Brasil empatou com a Itália em 0x0 no tempo normal e na prorrogação, sagrando-se o primeiro tetracampeão ao vencer a disputa por pênaltis por 3×2. Essa foi a primeira Copa do Mundo decidida nos pênaltis.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/usa1994/matches/index.html

 

1998, País Sede França, 32 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

A Copa de 1998 foi a primeira a contar com 32 participantes. Após o fim da Iugoslávia em 1990, essa foi a primeira Copa com a participação da Croácia. Essa foi a última Copa em que o campeão estava automaticamente classificado para a Copa seguinte.

Sua organização foi basicamente a mesma das Copas de 1986, 1990 e 1994, com a diferença de que as 32 seleções passaram a ser organizadas em oito grupos com quatro seleções onde os dois primeiros colocados se classificavam para as oitavas-de-final. Com essa mudança, chegava ao final a classificação dos quatro melhores terceiros colocados para composição das oitavas-de-final. Essa formato foi adotado em todas as Copas posteriores.

Na final, a França derrotou o Brasil por 3×0, 12/07/1998, e conquistou a sua primeira e única Copa do Mundo.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/france1998/matches/index.html

 

2002, Países Sedes Japão e Coréia do Sul, 32 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

Primeira e única Copa a ser realizada em dois países, teve a mesma organização da Copa de 1998. Foi também a primeira Copa que saiu do eixo Europa x América do Sul. Na final, o Brasil derrotou a Alemanha por 2×0, 30/06/2002, e se sagrou pentacampeão mundial.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/koreajapan2002/matches/index.html

 

2006, País Sede Alemanha, 32 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

Na final, a Itália e França empataram por 1×1 no tempo normal e na prorrogação. Na segunda decisão de uma Copa por pênaltis, a Itália venceu a França por 5×3 e foi a segunda seleção a conquistar o tetracampeonato mundial.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/germany2006/matches/index.html

 

2010, País Sede África do Sul, 32 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

Segunda Copa realizada fora do eixo Europa x América do Sul, e pela primeira e única vez na África. Na final, a Espanha derrotou a Holanda por 1×0, 11/07/2010, e conquistou sua primeira e única copa do Mundo.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/southafrica2010/matches/index.html

 

2014, País Sede Brasil, 32 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

Depois de 20 anos, a Copa retornava às Américas. Foi a quarta Copa a ser realizada na América do Sul, fato que não acontecia desde 1978, quando a Copa foi realizada na Argentina. Ao contrário de 1950, o Brasil foi de fato humilhado quando foi desintegrado pela Alemanha em plena semifinal pelo placar de 7×1. Na final, a Alemanha derrotou a Argentina por 1×0 e se sagrou tetracampeã mundial.

 

http://www.fifa.com/worldcup/archive/brazil2014/matches/index.html

 

2018, País Sede Rússia, 32 participantes

Troféu: FIFA World Cup Trophy

Primeira Copa a ser realizada na Rússia, ela terá o mesmo formato aplicado desde 1998: fase classificatória com 8 grupos com 4 seleções cada, classificando-se os dois primeiros para a fase final, que será disputada no formato de torneio: oitavas-de-final, quartas-de-final, semifinais e final.

 

historiadores-dos-esportes-as-formas-de-disputa-das-copas-do-mundo-de-1930-a-2018-2018-russia

 

Todas as fotos foram obtidas na internet.

 

Agradecimento: Paulo Cezar Filho.

 

Jorge Priori é torcedor do Fluminense e gosta muito de história.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s