A história das finais do campeonato carioca de futebol: de 1906 a 2018

O Campeonato de Futebol da Primeira Divisão do Rio de Janeiro é disputado desde 1906. A história de suas finais pode ser dividida em duas fases. A primeira fase vai de 1906 a 1971, sendo caracterizada pelos campeonatos de pontos corridos. Essa fase durou 66 anos e teve 72 campeonatos. Em 1912, 1924, 1933, 1934, 1935 e 1936, o Rio de Janeiro teve dois campeonatos no mesmo ano.

A segunda fase começa em 1972 e vai até os dias atuais, sendo ela caracterizada pelos campeonatos com finais. Essa fase já dura 47 anos e teve, até o presente momento, 48 campeonatos. Em 1979, o Rio de Janeiro teve dois campeonatos no mesmo ano.

Antes de mais nada, é importante definir o que são os campeonatos de futebol da primeira divisão do Rio de Janeiro. São eles os campeonatos do Distrito Federal, de 1906 a 1959; do Estado da Guanabara, de 1960 a 1974; e os campeonatos a partir de 1975 em diante. Os campeonatos do Rio de Janeiro, capital Niterói, que foram disputados até 1978, não foram considerados nessa análise.

Nos campeonatos de pontos corridos o clube que somasse mais pontos era o campeão. Dos 72 campeonatos desse período, 44 foram definidos dentro desse sistema, 15 foram definidos dentro desse sistema mas com confrontos diretos nas últimas duas rodadas, ou seja, autênticas finais, e 7 campeonatos foram definidos com partidas extras após dois ou mais clubes terem terminado com a mesma pontuação. Temos algumas exceções como os cinco campeonatos que não adotaram o sistema de pontos corridos e um campeonato disputado por pontos corridos que terminou sem campeão.

Os campeonatos com finais são caracterizados pelo confronto para decisão do campeão. Dos 48 campeonatos já disputados, 26 foram decididos com finais entre dois clubes; 8 com triangulares; 2 com quadrangulares; 2 foram decididos por 3 clubes, mas sem o formato de triangular, e 2 com octogonais. Os outros 9 campeonatos foram conquistados sem a necessidade de finais pois os clubes ganharam todos os turnos. Como o quadrangular final do campeonato de 1976 terminou empatado, ele teve que ser decidido em um jogo extra. Por isso que ele aparece como final e quadrangular.

 

1 – A fase dos Campeonatos por Pontos Corridos – de 1906 a 1971

A fórmula dos pontos corridos foi adotada durante 66 anos. Durante esse período, houve apenas cinco exceções à essa fórmula:

 

  • O campeonato de 1924 organizado pela Liga Metropolitana de Desportos Terrestres com 22 clubes organizados em três grupos (Séries A, B e C) onde os ganhadores de cada série se enfrentariam num triangular final. O Vasco (A), Bonsucesso (B) e Engenho de Dentro (C) venceram seus grupos e se classificaram para o triangular vencido pelo Vasco (5×0 Engenho de Dentro e 1×0 Bonsucesso);
  • O campeonato de 1936 organizado pela Federação Metropolitana dos Desportos com 7 clubes disputando dois turnos. Os vencedores dos turnos se enfrentariam numa final. O Vasco, vencedor do primeiro turno, venceu a final contra o Madureira, vencedor do segundo: 0x1, 2×1 e 2×1;
  • Os campeonatos de 1953, 1954 e 1955, todos vencidos pelo Flamengo. Os três campeonatos eram organizados em três turnos. Os campeonatos de 1953 e 1954 dão a impressão de que foram por pontos corridos pois o Flamengo ganhou os três turnos. Em 1955, o Flamengo, vencedor do 1º e do 2º turno, venceu a final contra o America, vencedor do 3º turno. Em 1956, os campeonatos voltaram a ser por pontos corridos.

 

O campeonato de 1907 também é uma exceção, mas por outro motivo: ele terminou sem campeão declarado. Ele foi disputado por quatro clubes em pontos corridos com turno e returno. Ao final do campeonato, Fluminense e Botafogo estavam empatados com 10 pontos. Como não havia uma definição clara se esse campeonato seria decidido por um critério de desempate ou em uma partida extra, não houve acordo sobre como o campeão seria definido. Esse campeonato somente foi decidido 89 anos depois quando a FFERJ declarou, em 1996, Fluminense e Botafogo como campeões de 1907.

O campeonato de 1961 foi o primeiro a ter uma experiência de regulamento que seria repetida alguns anos depois: uma fase classificatória, em turno único, antes da fase final por pontos corridos com turno e returno. Esse regulamento voltou a ser aplicado nos campeonatos de 1966, 1967, 1968, 1969, 1970 e 1971 com uma pequena diferença. No campeonato de 1961, a pontuação foi zerada antes do início da fase final. Nos demais campeonatos, a pontuação da primeira fase teve prosseguimento na fase final.

Demonstrando a competitividade dessa fórmula, os campeonatos de 1966, 1967, 1968, 1969 e 1971 foram decididos por confrontos diretos nas últimas duas rodadas. O Campeonato de 1970 foi vencido pelo Vasco apenas na penúltima rodada. O campeonato de 1961 foi o único que foi conquistado com muita tranquilidade. O Botafogo somou 24 pontos, ficando oito pontos a frente de Flamengo, Fluminense e Vasco, que somaram 16 pontos.

Um detalhe importante: a fase final com turno e returno desses sete campeonatos sempre foi disputada por oito clubes.

Depois de 1972, início da fase dos campeonatos com finais, apenas dois campeonatos repetiram uma fase final de pontos corridos com oito clubes. Em 1979 e 1995, as finais foram disputadas através de octogonal final, sendo os dois campeonatos decididos na última rodada.

Assim, considerando os 72 campeonatos disputados durantes os 66 anos da fase dos pontos corridos, nós chegamos aos números a seguir relacionados:

 

  • 44 campeonatos foram decididos dentro do sistema de pontos corridos, sem confronto direto nas últimas duas rodadas (1906, 1908, 1909, 1910, 1911, 1912, 1912, 1913, 1914, 1915, 1916, 1917, 1918, 1920, 1922, 1923, 1924, 1925, 1926, 1927, 1928, 1930, 1931, 1932, 1933, 1934, 1934, 1935, 1935, 1937, 1938, 1939, 1940, 1942, 1943, 1945, 1947, 1949, 1952, 1956, 1959, 1961, 1965 e 1970);
  • 15 campeonatos foram decididos dentro do sistema de pontos corridos com confronto direto nas últimas duas rodadas (1919, 1933, 1941, 1944, 1948, 1950, 1957, 1960, 1962, 1963, 1966, 1967, 1968, 1969 e 1971)
  • 7 foram decididos em partidas extras após o empate em pontuação durante os pontos corridos (1921, 1929, 1936, 1946, 1951, 1958 e 1964);
  • 5 não utilizaram a fómula dos pontos corridos (1924, 1936, 1953, 1954 e 1955);
  • 1 campeonato foi disputado no sistema de pontos corridos, mas terminou sem campeão declarado (1907).

 

O campeonato de 1914 teve uma final entre Flamengo e Fluminense?

Antes de analisarmos os 15 campeonatos que foram decididos dentro do sistema de pontos corridos com confronto direto nas últimas duas rodadas, temos que analisar a reta final do campeonato de 1914 vencido pelo Flamengo. No dia 15/11/1914, Flamengo e Fluminense entraram no campo da Rua General Severiano para disputar o que seria a última partida do Fluminense no campeonato e a penúltima partida do Flamengo, que sete dias depois, 22/11/1914, encerraria sua participação contra o São Cristóvão. Quando o jogo começou, cada equipe possuía 16 pontos Um detalhe importante: o America, que já havia encerrado sua participação no dia 08/11/1914, ao vencer o Paysandu por 7×1, era o líder do campeonato com 17 pontos. Vamos aos cenários:

 

  • Caso houvesse um empate, Flamengo, Fluminense e America ficariam com 17 pontos, sendo que o Flamengo ainda teria um jogo. Neste caso, se o São Cristóvão derrotasse o Flamengo, haveria um triangular final para decisão do campeonato. Como o Botafogo terminou o campeonato com 17 pontos, o triangular na verdade seria um quadrangular;
  • Se o Fluminense vencesse o Flamengo, chegaria a 18 pontos, superaria o America e ficaria na torcida para que o Flamengo não vencesse o São Cristóvão para que assim pudesse conquistar o título. Neste caso, se o Flamengo vencesse o São Cristóvão, o campeonato seria decidido em partida extra entre Flamengo e Fluminense;
  • Se o Flamengo vencesse o Fluminense, chegaria a 18 pontos e não teria mais como ser alcançado por Fluminense, America e Botafogo, conquistando assim o seu primeiro título.

 

No dia 15/11/1914, o Flamengo derrotou o Fluminense por 2×1 e conquistou o campeonato carioca de 1914.

Essa partida decidiu o campeonato, mas ela foi uma decisão?

Na minha opinião, não. Nas 15 finais relacionadas, apenas dois clubes tinham chances de conquistar o título. Não houve qualquer possibilidade desses campeonatos serem decididos por triangulares ou quadrangulares. As decisões dos 15 campeonatos relacionados eram restritas a apenas dois clubes.

 

Os 15 campeonatos decididos em confrontos diretos nas últimas duas rodadas

 

  1. 1919, 10 clubes, dois turnos – Fluminense e Flamengo chegaram a penúltima rodada do campeonato com 30 e 28 pontos, respectivamente. No dia 21/12/1919, o Fluminense venceu o Flamengo por 4×0 e se sagrou tricampeão (1917, 1918 e 1919). O Fluminense ainda venceu a última partida, 4×1 America, e o Flamengo não compareceu ao jogo contra o Bangu. O Fluminense terminou o campeonato com 34 pontos e o Flamengo com 28. Essa foi a primeira decisão da história do campeonato carioca da primeira divisão;
  1. 1933, 6 clubes, dois turnos – Bangu e Fluminense chegaram a última rodada com 14 e 12 pontos, respectivamente. No dia 12/11/1933, o Bangu venceu o Fluminense por 4×0 e se sagrou campeão do campeonato organizado pela Liga Carioca de Football. O Bangu terminou o campeonato com 16 pontos e o Fluminense com 12;
  1. 1941, 10 clubes – Esse campeonato foi organizado em duas fases. A primeira fase foi disputada por 10 clubes com turno e returno, classificando-se os 6 primeiros colocados para a segunda fase, que também seria disputada em turno e returno. Fluminense e Flamengo chegaram a última rodada do campeonato com 44 e 43 pontos, respectivamente. No dia 23/11/1941, o Fluminense se sagrou bicampeão (1940 e 1941) ao empatar com o Flamengo por 2×2. O Fluminense terminou o campeonato com 45 pontos e o Flamengo com 44;
  1. 1944, 10 clubes, dois turnos – Flamengo e Vasco chegaram a última rodada empatados com 26 pontos cada. No dia 29/10/1944, o Flamengo se sagrou tricampeão (1942, 1943 e 1944) ao vencer o Vasco por 1×0. O Flamengo terminou o campeonato com 28 pontos e o Vasco com 26;
  1. 1948, 11 clubes, dois turnos – Botafogo e Vasco chegaram a última rodada do campeonato com 34 pontos cada. No dia 12/12/1948, o Botafogo se sagrou campeão ao vencer o Vasco por 3×1. O Botafogo terminou o campeonato com 36 pontos e o Vasco com 34;
  1. 1950, 11 clubes, dois turnos – Vasco e America chegaram a última rodada do campeonato com 32 e 31 pontos. No dia 28/01/1951, o Vasco se sagrou bicampeão (1949 e 1950) ao derrotar o America por 2×1. O Vasco terminou o campeonato com 34 pontos e o America com 31;
  1. 1957, 12 clubes, dois turnos – Fluminense e Botafogo chegaram a última rodada do campeonato com 35 e 34 pontos, respectivamente. No dia 22/12/1957, o Botafogo se sagrou campeão ao derrotar o Fluminense por 6×2. O Botafogo terminou o campeonato com 36 pontos e o Fluminense com 35;
  1. 1960, 12 clubes, dois turnos – Fluminense e America chegaram a última rodada do campeonato com 36 e 35 pontos, respectivamente. No dia 18/12/1960, o America se sagrou campeão ao derrotar o Fluminense por 2×1. O America terminou o campeonato com 37 pontos e o Fluminense com 36;
  1. 1962, 13 clubes, dois turnos – Flamengo e Botafogo chegaram a última rodada do campeonato com 38 e 37 pontos, respectivamente. No dia 15/12/1962, o Botafogo se sagrou bicampeão (1961 e 1962) ao vencer o Flamengo por 3×0. O Botafogo terminou o campeonato com 39 pontos e o Flamengo com 38;
  1. 1963, 13 clubes, dois turnos – Flamengo e Fluminense chegaram a última rodada do campeonato com 38 e 37 pontos, respectivamente. No dia 15/12/1963, o Flamengo se sagrou campeão ao empatar com o Fluminense em 0x0. O Flamengo terminou o campeonato com 39 pontos e o Fluminense com 38;
  1. 1966, 12 clubes, dois turnos – O primeiro turno foi disputado por 12 clubes, sendo que 8 clubes se classificaram para o segundo turno. Bangu e Flamengo chegaram a última rodada do campeonato com 30 e 29 pontos, respectivamente. No dia 18/12/1966, o Bangu se sagrou campeão ao vencer o Flamengo por 3×0. O Bangu terminou o campeonato com 32 pontos e o Flamengo com 29;
  1. 1967, 12 clubes, dois turnos – Esse campeonato foi disputado da mesma forma que o campeonato de 1966. Botafogo e Bangu chegaram a última rodada do campeonato empatados com 30 pontos. No dia 17/12/1967, o Botafogo se sagrou campeão ao derrotar o Bangu por 2×1. O Botafogo terminou com 32 pontos e o Bangu com 30;
  1. 1968, 12 clubes, dois turnos – Esse campeonato foi disputado da mesma forma que os campeonatos de 1966 e 1967. Botafogo e Vasco chegaram a última rodada do campeonato com 30 e 29 pontos, respectivamente. No dia 09/06/1968, o Botafogo se sagrou bicampeão (1967 e 1968) ao derrotar o Vasco por 4×0. O Botafogo terminou o campeonato com 32 pontos e o Vasco com 29;
  1. 1969, 12 clubes, dois turnos – Esse campeonato foi disputado da mesma forma que os campeonatos de 1966, 1967 e 1968. Fluminense e Flamengo chegaram a penúltima rodada com 26 e 24 pontos, respectivamente. No dia 15/06/1969, o Fluminense se sagrou campeão ao derrotar o Flamengo por 3×2. O Fluminense terminou o campeonato com 28 pontos (foi derrotado pelo Botafogo por 3×1 na última rodada) e o Flamengo com 26 (venceu o Bangu por 3×1 na última rodada);
  1. 1971, 12 clubes, duas fases – Esse campeonato foi disputado da mesma forma que os campeonatos de 1966, 1967, 1968, 1969 e 1970, tendo apenas uma sutil diferença na fase classicatória. Na primeira fase os clubes foram divididos em 2 grupos com 6 clubes, classificando-se os 4 primeiros colocados de cada grupo. A segunda fase seria disputada pelos 8 clubes por pontos corridos com turno e returno. Botafogo e Fluminense chegaram a última rodada com 29 e 28 pontos, respectivamente. No dia 27/06/1971, o Fluminense se sagrou campeão ao derrotar o Botafogo por 1×0. O Fluminense terminou o campeonato com 30 pontos e o Botafogo com 29.

 

Os 7 campeonatos de pontos corridos decididos em partidas extras

 

  1. 1921, 7 clubes, dois turnos – Flamengo e America chegaram empatados ao final do campeonato com 15 pontos cada. A decisão foi feita em apenas uma partida. Depois do empate em 1×1 no tempo normal, o Flamengo venceu o America por 1×0 na prorrogação, 2×1 no total. Essa foi a primeira vez que um campeonato carioca foi decidido com uma partida extra;
  1. 1929, 11 clubes, dois turnos – Vasco e America chegaram empatados ao final do campeonato com 33 pontos cada. A decisão foi feita em três partidas: 0x0, 1×1 e Vasco 5×0;
  1. 1936, 6 clubes, três turnos – Fluminense a Flamengo chegaram empatados ao final do campeonato com 23 pontos cada. A decisão foi feita em três partidas: 2×2, Fluminense 4×1 e 1×1;
  1. 1946, 10 clubes, dois turnos – Fluminense, Botafogo, Flamengo e America chegaram ao final do campeonato empatados com 26 pontos cada. Durante os pontos corridos, essa foi a única vez que um campeonato foi decidido com um quadrangular final. Fluminense e Botafogo chegaram a última fase do quadrangular com 9 e 8 pontos, respectivamente. O Botafogo precisava da vitória para se sagrar campeão. Ao Fluminense, bastava o empate. O Fluminense se sagrou campeão ao derrotar o Botafogo por 1×0. Esse quadrangular passou para a história como o “Supercampeonato”.
  1. 1951, 11 clubes, turno e returno – Fluminense a Bangu chegaram ao final do campeonato empatados com 31 pontos cada e teriam que decidi-lo em uma final. Contudo, esse campeonato tem outra característica que nunca se repetiu na fase dos pontos corridos. Fluminense, 31 pontos, e Bangu, 29 pontos, fizeram a decisão do campeonato na última rodada do segundo turno. Ao Fluminense, bastava o empate. O Bangu precisava da vitória para forçar os jogos extras, o que de fato aconteceu ao vencer o Fluminense por 1×0. O campeonato foi decidido em dois jogos extras com duas vitórias do Fluminense: 1×0 e 2×0;
  1. 1958, 12 clubes, dois turnos – Flamengo, Botafogo e Vasco chegaram ao final do campeonato empatados com 32 pontos cada. O campeonato seria decidido pela primeira, e única vez durante a fase dos pontos corridos, num triangular final. Terminado o triangular, cada clube tinha uma vitória e dois pontos: Vasco 2×0 Flamengo, Flamengo 2×1 Botafogo e Botafogo 1×0 Vasco. Como não havia critério de desempate, os clubes tiveram que jogar um novo triangular que dessa vez foi vencido pelo Vasco: Vasco 2×1 Botafogo, Botafogo 2×2 Flamengo e Vasco 1×1 Flamengo. Essa decisão passou para a história como o “Super-Super-Campeonato”.
  1. 1964, 13 clubes, turno e returno – Fluminense e Bangu chegaram ao final do campeonato empatados com 35 pontos cada. O campeonato foi decidido em duas partidas: Fluminense 1×0 e 3×1.

 

2 – A fase dos campeonatos com finais – Desde 1972

O ano de 1972 marca o início da fase dos campeonatos que previam finais. Desde então, nos 47 anos dessa fase foram disputados 48 campeonatos. Em 1979, o Rio teve dois campeonatos, ambos vencidos pelo Flamengo.

Analisando os 48 campeonatos, chegamos aos números a seguir relacionados:

 

  • 26 campeonatos decididos com finais envolvendo dois clubes: 1976, 1980, 1981, 1986, 1988, 1989, 1991, 1993, 1997, 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008, 2009, 2012, 2014, 2015, 2016, 2017 e 2018;
  • 8 campeonatos decididos com triangulares: 1972, 1974, 1975, 1982, 1983, 1984, 1985 e 1987;
  • 2 campeonatos decididos com quadrangulares: 1976 e 1994;
  • 2 campeonatos decididos por três clubes, mas sem o formato de triangular: 1973 e 1990;
  • 2 campeonatos decididos com octogonal: 1979 e 1995;
  • 9 campeonatos sem final pois o clube campeão ganhou todos os turnos: 1977, 1978, 1979 (campeonato especial), 1992, 1996, 1998, 2010, 2011 e 2013.

 

Somados os números que relacionados, chegamos a soma de 49, quando o correto é 48. Essa divergência se deve ao campeonato de 1976. O campeonato foi decidido em um quadrangular final envolvendo Fluminense, Vasco, America e Bangu. Terminado o quadrangular, Fluminense e Vasco estavam empatados com 4 pontos. Assim, eles tiverem que disputar um jogo extra para decidirem o campeonato. O Fluminense se sagrou campeão ao vencer o Vasco por 1×0 na prorrogação no dia 03/10/1976. É por essa razão que o ano de 1976 aparece como Final e Quadrangular.

 

As 26 finais:

  1. 1976, Fluminense x Vasco (1×0);
  2. 1980, Fluminense x Vasco (1×0);
  3. 1981, Flamengo x Vasco (0x2, 0x1 e 2×1);
  4. 1986, Flamengo x Vasco (0x0, 0x0 e 2×0);
  5. 1988, Vasco x Flamengo (1×2 e 1×0)
  6. 1989, Botafogo x Flamengo (0x0 e 1×0);
  7. 1991, Flamengo x Fluminense (1×1 e 4×2);
  8. 1993, Vasco x Fluminense (2×0, 1×2 e 0x0);
  9. 1997, Botafogo x Vasco (0x1 e 1×0);
  10. 1999, Flamengo x Vasco (1×1 e 1×0);
  11. 2000, Flamengo x Vasco (3×0 e 2×1);
  12. 2001, Flamengo x Vasco (1×2 e 3×1);
  13. 2002, Fluminense x Americano (2×0 e 3×1);
  14. 2003, Vasco x Fluminense (2×1 e 2×1);
  15. 2004, Flamengo x Vasco (2×1 e 3×1);
  16. 2005, Fluminense x Volta Redonda (3×4 e 3×1);
  17. 2006, Botafogo x Madureira (2×0 e 3×1);
  18. 2007, Flamengo x Botafogo (2×2 e 2×2; 4×2 nos pênaltis);
  19. 2008, Flamengo x Botafogo (1×0 e 3×1);
  20. 2009, Flamengo x Botafogo (2×2 e 2×2; 4×2 nos pênaltis);
  21. 2012, Fluminense x Botafogo (4×1 e 1×0);
  22. 2014, Flamengo x Vasco (1×1 e 1×1);
  23. 2015, Vasco x Botafogo (1×0 e 2×1);
  24. 2016, Vasco x Botafogo (1×0 e 1×1);
  25. 2017, Flamengo x Fluminense (1×0 e 2×1);
  26. 2018, Botafogo x Vasco (2×3 e 1×0; 4×3 nos pênaltis).

 

Os campeonatos de 2007, 2009 e 2018 são os únicos de toda a história do campeonato carioca da primeira divisão que foram decididos nos pênaltis.

 

Os 8 triangulares:

  1. 1972, Flamengo, Fluminense e Vasco;
    • Flamengo 1×0 Vasco, Fluminense 2×0 Vasco e Flamengo 2×1 Fluminense;
  2. 1974, Flamengo, Vasco e America;
    • Flamengo 2×1 America, America 2×2 Vasco e Flamengo 0x0 Vasco;
  3. 1975, Fluminense, Botafogo e Vasco;
    • Fluminense 4×1 Vasco, Vasco 2×0 Botafogo e Fluminense 0x1 Botafogo;
  4. 1982, Vasco, Flamengo, America;
    • Vasco 1×0 America, Flamengo 1×0 America e Vasco 1×0 Flamengo;
  5. 1983, Fluminense, Flamengo e Bangu;
    • Fluminense 1×1 Bangu, Fluminense 1×0 Flamengo e Flamengo 2×0 Bangu;
  6. 1984, Fluminense, Flamengo e Vasco;
    • Fluminense 2×0 Vasco, Flamengo 1×0 Vasco e Fluminense 1×0 Flamengo;
  7. 1985, Fluminense, Bangu e Flamengo;
    • Flamengo 1×1 Fluminense, Bangu 2×1 Flamengo e Fluminense 2×1 Bangu;
  8. 1987, Vasco, Flamengo e Bangu.
    • Vasco 4×0 Bangu, Flamengo 1×0 Bangu e Vasco 1×0 Flamengo.

 

O triangular de 1975 terminou com os três clubes empatados com dois pontos (uma vitória para cada clube: Fluminense 4×1 Vasco, Vasco 2×0 Botafogo e Botafogo 1×0 Fluminense). O Fluminense se sagrou campeão por ter o melhor saldo de gols no triangular final.

Com exceção de 1983, todos os campeões estavam na última partida dos triangulares. No dia 04/12/1983, o Fluminense empatou com o Bangu por 1×1 na primeira partida do triangular. No dia 11/12/1983, o Fluminense venceu o Flamengo por 1×0 na segunda partida do triangular. O Fluminense teve que esperar o resultado da partida Flamengo 2×0 Bangu, disputada no dia 14/12/1983, para se sagrar campeão. Neste caso, a partida que passou para a história como a partida que definiu o campeonato foi Fluminense 1×0 Flamengo. As outras duas partidas do triangular, Fluminense 1×1 Bangu e Flamengo 2×0 Bangu, foram praticamente esquecidas.

 

Os 2 quadrangulares:

  1. 1976, Fluminense, Vasco, America e Botafogo;
  2. 1994, Vasco, Flamengo, Fluminense e Botafogo.

 

Ao final do quadrangular final de 1976, Fluminense e Vasco estavam empatados com 4 pontos cada. Assim, houve a necessidade de se disputar um jogo extra para que o campeonato fosse decidido. No dia 03/10/1976, o Fluminense venceu o Vasco por 1×0 e se sagrou campeão.

Em 1994, o quadrangular final foi disputado em turno e returno. O Vasco se sagrou campeão ao vencer o Fluminense por 2×0 no dia 15/05/1994. Um ponto interessante dessa partida: para cada resultado, haveria um campeão diferente. Vasco e Fluminense seriam campeões com uma vitória. Se houvesse um empate, o campeão seria o Flamengo.

 

Os dois campeonatos decididos por três clubes, mas sem o formato de triangular

Por duas vezes, o campeonato carioca foi decidido por três clubes sem que fosse adotado o formato de triangular. Isso aconteceu em 1973 e 1990.

  1. 1973, Fluminense, Flamengo e Vasco
  2. 1990, Botafogo, Vasco e Fluminense

 

O campeonato de 1973 foi disputado por 12 clubes em três turnos. O primeiro turno foi vencido pelo Flamengo e o segundo pelo Fluminense. O terceiro turno foi dividido em dois grupos. O Grupo A foi vencido pelo Vasco e o Grupo B pelo Fluminense. Assim, Fluminense, Flamengo e Vasco decidiriam o campeonato de 1973. Por ter vencido o segundo turno e o Grupo B do terceiro turno, o Fluminense aguardaria o vencedor de uma espécie de semi-final entre Flamengo e Vasco para decidir o campeonato de 1973. Ao empatar com o Vasco por 0x0 no dia 19/08/1973, o Flamengo se classificou para a final por ter vencido o primeiro turno. No dia 22/08/1973, o Fluminense derrotou o Flamengo por 4×2 e se sagrou campeão de 1973.

O campeonato de 1990 teve uma dinâmica parecida, mas não tão complicada como a de 1973. O campeonato foi disputado por 12 clubes em dois turnos. O Vasco, campeão da Taça Guanabara, faria uma espécie de semi-final contra o Fluminense, campeão da Taça Rio, para decidir quem faria a final contra o Botafogo, time de melhor campanha do campeonato. No dia 22/07/1990, o Vasco venceu o Fluminense por 1×0 e se classificou para a final. Uma semana depois, no dia 29/07/1990, o Botafogo derrotou o Vasco por 1×0 e se sagrou bicampeão carioca (1989 e 1990).

 

Os Octogonais de 1979 e 1995

Como os campeonatos de 1961, 1966, 1967, 1968, 1969, 1970 e 1971, os campeonatos de 1979 e 1995 foram decididos em octogonais finais. A única diferença é que o octogonal de 1979 foi disputado em turno único, enquanto o de 1995 teve turno e returno.

 

1979, Flamengo, Vasco, Botafogo, Fluminense, Americano, Goytacaz, Portuguesa e Bangu

  • Flamengo (12), Vasco (10), Botafogo (10) e Fluminense (10) chegaram a última rodada com a possibilidade do octogonal terminar com 3 clubes empatados com 12 pontos. No dia 03/11/1979, o Vasco derrotou o Fluminense por 3×2 e chegou aos 12 pontos. Contudo, no mesmo dia o Flamengo empatou com o Botafogo em 0x0, resultado que lhe garantiu o campeonato.

 

1995, Fluminense, Flamengo, Vasco, Botafogo, America, Bangu, Entrerriense e Volta Redonda.

  • Flamengo e Fluminense chegaram a última rodada com 32 e 31 pontos, respectivamente. No dia 25/06/1995, o Fluminense derrotou o Flamengo por 3×2 e se sagrou campeão. O Fluminense terminou o campeonato com 33 pontos e o Flamengo com 32.

 

Os 9 campeões sem finais:

  1. 1977, Vasco, campeão ao vencer os dois turnos
  2. 1978, Flamengo, campeão ao vencer os dois turnos
  3. 1979 (campeonato especial), Flamengo, campeão ao vencer os dois turnos
  4. 1992, Vasco, campeão ao vencer os dois turnos
  5. 1996, Flamengo, campeão ao vencer os dois turnos
  6. 1998, Vasco, campeão ao vencer os dois turnos
  7. 2010, Botafogo, campeão ao vencer os dois turnos
  8. 2011, Flamengo, campeão ao vencer os dois turnos
  9. 2013, Botafogo, campeão ao vencer os dois turnos

 

Uma observação importante com relação as decisões por Triangular, Quadrangular e Octogonal considerando toda a história do futebol do Rio de Janeiro

Considerando toda a história do campeonato carioca de futebol veremos que, com exceção de 1983 e 1976, todos os triangulares finais (1958, 1972, 1973, 1974, 1975, 1982, 1984, 1985 e 1987), os quadrangulares finais (1946 e 1994) e os octogonais finais (1979 e 1995), foram decididos na última rodada em partidas que envolviam o clube que se sagrou campeão.

Se formos um pouco mais além e considerarmos os campeonatos de 1961, 1966, 1967, 1968, 1969, 1970 e 1971, decididos por oito clubes em uma fase final com turno e returno, veremos que os campeonatos de 1966, 1967, 1968 e 1971 foram decididos por confronto direto na última rodada e o campeonato de 1969 foi decidido na penúltima rodada por confronto direto. O campeonato de 1970 foi conquistado na penúltima rodada sem confronto direto e apenas o campeonato de 1961 foi conquistado com sobras pelo Botafogo.

 

Relação de finais, vitórias e derrotas por clube

 

O Flamengo participou de 33 decisões com 18 vitórias e 15 derrotas:

  • 18 vitórias: Vasco em 1944, 1974, 1981, 1986, 1999, 2000, 2001, 2004 e 2014 (9);  Fluminense em 1963, 1972, 1991 e 2017 (4); Botafogo em 2007, 2008 e 2009 (3) e  America em 1921 e 1955 (2);
  • 15 derrotas: Fluminense em 1919, 1936, 1941, 1969, 1973, 1983, 1984 e 1995 (8); Vasco em 1958, 1982, 1987 e 1988 (4); Botafogo em 1962 e 1989 (2) e Bangu em 1966 (1);

Relação de vitórias do Flamengo:

  1. 1921, Partida(s) extra(s) após os pontos corridos, Flamengo 2×1 America;
  2. 1944, Dentro do sistema de pontos corridos, Flamengo 1×0 Vasco;
  3. 1955, Campeonato com final prevista, Flamengo 1×0 America, 1×5 e 4×1;
  4. 1963, Dentro do sistema de pontos corridos, Flamengo 0x0 Fluminense;
  5. 1972, Triangular Final, Flamengo 2×1 Fluminense;
  6. 1974, Triangular Final, Flamengo 0x0 Vasco;
  7. 1981, Final, Flamengo x Vasco (0x2, 0x1 e 2×1);
  8. 1986, Final, Flamengo x Vasco (0x0, 0x0 e 2×0);
  9. 1991, Final, Flamengo x Fluminense (1×1 e 4×2);
  10. 1999, Final, Flamengo x Vasco (1×1 e 1×0);
  11. 2000, Final, Flamengo x Vasco (3×0 e 2×1);
  12. 2001, Final, Flamengo x Vasco (1×2 e 3×1);
  13. 2004, Final, Flamengo x Vasco (2×1 e 3×1);
  14. 2007, Final, Flamengo x Botafogo (2×2 e 2×2; 4×2 nos pênaltis);
  15. 2008, Final, Flamengo x Botafogo (1×0 e 3×1);
  16. 2009, Final, Flamengo x Botafogo (2×2 e 2×2; 4×2 nos pênaltis);
  17. 2014, Final, Flamengo x Vasco (1×1 e 1×1);
  18. 2017, Final, Flamengo x Fluminense (1×0 e 2×1);

 

O Fluminense participou de 29 decisões com 19 vitórias e 10 derrotas:

  • 19 vitórias – Flamengo em 1919, 1936, 1941, 1969, 1973, 1983, 1984 e 1995 (8);  Botafogo em 1946, 1971, 1975 e 2012 (4); Bangu em 1951, 1964 e 1985 (3); Vasco em 1976 e 1980 (2); Americano em 2002 (1) e Volta Redonda em 2005 (1);
  • 10 derrotas – Flamengo em 1963, 1972, 1991 e 2017 (4); Vasco em 1993, 1994 e 2003 (3); Botafogo em 1957 (1); Bangu em 1933 (1) e America em 1960 (1);

Relação de vitórias do Fluminense

  1. 1919, Dentro do sistema de pontos corridos, Fluminense 4×0 Flamengo;
  2. 1936, Partida(s) extra(s) após os pontos corridos, Fluminense 2×2 Flamengo, 4×1 e 1×1;
  3. 1941, Dentro do sistema de pontos corridos, Fluminense 2×2 Flamengo;
  4. 1946, Quadrangular final após os pontos corridos, Fluminense 1×0 Botafogo;
  5. 1951, Partida(s) extra(s) após os pontos corridos, Fluminense 1×0 Bangu e 2×0;
  6. 1964, Partida(s) extra(s) após os pontos corridos, Fluminense 1×0 Bangu e 3×1;
  7. 1969, Dentro do sistema de pontos corridos, Fluminense 3×2 Flamengo;
  8. 1971, Dentro do sistema de pontos corridos, Fluminense 1×0 Botafogo;
  9. 1973, Triangular Final, Fluminense 4×2 Flamengo;
  10. 1975, Triangular Final, Fluminense 0x1 Botafogo;
  11. 1976, Após o empate de pontos no quadrangular final, Fluminense 1×0 Vasco;
  12. 1980, Final, Fluminense x Vasco (1×0);
  13. 1983, Triangular Final, Fluminense 1×0 Flamengo;
  14. 1984, Triangular Final, Fluminense 1×0 Flamengo;
  15. 1985 Triangular Final, Fluminense 2×1 Bangu;
  16. 1995, Octogonal Final, Fluminense 3×2 Flamengo;
  17. 2002, Final, Fluminense x Americano (2×0 e 3×1);
  18. 2005, Final, Fluminense x Volta Redonda (3×4 e 3×1);
  19. 2012, Final, Fluminense x Botafogo (4×1 e 1×0);

 

O Vasco participou de 29 decisões com 13 vitórias e 16 derrotas:

  • 13 vitórias: Flamengo em 1958, 1982, 1987 e 1988 (4); Fluminense em 1993, 1994 e 2003 (3); Botafogo em 2015 e 2016 (2); America em 1929 e 1950 (2); Bonsucesso em 1924 (1) e Madureira em 1936 (1);
  • 16 derrotas: Flamengo em 1944, 1974, 1981, 1986, 1999, 2000, 2001, 2004 e 2014 (9); Fluminense em 1976 e 1980 (2) e Botafogo em 1948, 1968, 1990, 1997 e 2018 (5);

Relação de vitórias do Vasco

  1. 1924, Triangular Final, Vasco 1×0 Bonsucesso;
  2. 1929, Partida(s) extra(s) após os pontos corridos, Vasco 0x0 America, 1×1 e 5×0;
  3. 1936, Campeonato com final prevista, Vasco 0x1 Madureira, 2×1 e 2×1;
  4. 1950, Dentro do sistema de pontos corridos, Vasco 2×1 America;
  5. 1958, Dois triangulares finais após os pontos corridos, Vasco 1×1 Flamengo;
  6. 1982, Triangular Final, Vasco 1×0 Flamengo;
  7. 1987 Triangular Final, Vasco 1×0 Flamengo;
  8. 1988, Final, Vasco x Flamengo (1×2 e 1×0)
  9. 1993, Final, Vasco x Fluminense (2×0, 1×2 e 0x0);
  10. 1994, Quadrangular Final, Vasco 2×0 Fluminense;
  11. 2003, Final, Vasco x Fluminense (2×1 e 2×1);
  12. 2015, Final, Vasco x Botafogo (1×0 e 2×1);
  13. 2016, Final, Vasco x Botafogo (1×0 e 1×1);

 

O Botafogo participou de 19 decisões com 10 vitórias e 9 derrotas:

  • 10 vitórias: Vasco em 1948, 1968, 1990, 1997 e 2018 (5); Flamengo em 1962 e 1989 (2); Fluminense em 1957 (1); Bangu em 1967 (1) e Madureira em 2006 (1):
  • 9 derrotas: Fluminense em 1946, 1971, 1975 e 2012 (4); Flamengo em 2007, 2008 e 2009 (3) e Vasco 2015 e 2016 (2);

Relação de vitórias do Botafogo

  1. 1948, Dentro do sistema de pontos corridos, Botafogo 3×1 Vasco;
  2. 1957, Dentro do sistema de pontos corridos, Botafogo 6×2 Fluminense;
  3. 1962, Dentro do sistema de pontos corridos, Botafogo 3×0 Flamengo;
  4. 1967, Dentro do sistema de pontos corridos, Botafogo 2×1 Bangu;
  5. 1968, Dentro do sistema de pontos corridos, Botafogo 4×0 Vasco;
  6. 1989, Final, Botafogo x Flamengo (0x0 e 1×0);
  7. 1990, Final, Botafogo x Vasco (1×0);
  8. 1997, Final, Botafogo x Vasco (0x1 e 1×0);
  9. 2006, Final, Botafogo x Madureira (2×0 e 3×1);
  10. 2018, Final, Botafogo x Vasco (2×3 e 1×0; 4×3 nos pênaltis).

 

O Bangu participou de 6 decisões com duas vitórias e quatro derrotas:

  • Duas vitórias: Fluminense em 1933 (1) e Flamengo em 1966 (1):
  • 4 derrotas: Fluminense em 1951, 1964 e 1985 (3) e Botafogo em 1967 (1);

Relação de vitórias do Bangu

  1. 1933, Dentro do sistema de pontos corridos, Bangu 4×0 Fluminense;
  2. 1966, Dentro do sistema de pontos corridos, Bangu 3×0 Flamengo;

 

O America participou de 5 decisões com uma vitória e quatro derrotas:

  • Uma vitória: Fluminense em 1960 (1);
  • 4 derrotas: Flamengo em 1921 e 1955 (2) e Vasco em 1929 e 1950 (2);

A única vitória do America:

  1. 1960, Dentro do sistema de pontos corridos, America 2×1 Fluminense;

 

As tabelas de todos os campeonatos mencionados podem ser consultas no excelente site da RSSSF.

 

 

Pouco antes de morrer em 2007, o Coronel Aroldo Pereira Soares começou a citar uma escalação do Vasco. Anotada a escalação, descobriu-se que era o time do Vasco campeão de 1929. Tentou-se então descobrir como ele havia criado uma relação com aquele time, mas, infelizmente, devido ao avançado estágio do Alzheimer, não se descobriu nada. Pode ser que seu pai o tenha levado aos 10 anos (ele era de Mar/1919) às Laranjeiras para ver um dos três jogos. Pode ser que esse jogo tenha sido a partida que definiu o campeonato: Vasco 5×0 America. Apesar de pouco provável, pode ser que ele tenha visto os lances do jogo num cinema (já gravavam alguma coisa naquela época). Pode ter sido através de um jornal, uma revista ou com o próprio tempo, com a valorização desse importante título vascaíno. A única certeza que se tem é que não foi por rádio, pois as transmissões começaram em 1934. Enquanto estava vivo e bem, o Coronel nunca conversou sobre esse título com o seu neto, torcedor do Fluminense. Enfim, nunca se saberá como essa relação, que somente veio à tona no final, foi criada. Na verdade, isso pode até ser melhor, pois quem ficou pode imaginar tudo. Mas é um fato que a terceira decisão do campeonato carioca (1919 por confronto direto e 1921 por jogo extra), mexeu, e muito, com um menino de 10 anos. O Coronel Aroldo era meu avô.

 

Jorge Priori é torcedor do Fluminense e gosta muito de história.

 

Agradecimentos: João Cláudio Boltshauser e Paulo Cezar Filho.

One thought on “A história das finais do campeonato carioca de futebol: de 1906 a 2018

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

w

Connecting to %s